sexta-feira, 12 de setembro de 2014

[7393] - HOMENAGEM...


..."Gloria, ma guerra de poder, é cosa que nunca ta cabá nesse Planeta quê nô ta vivê na el, desde que Munde é Munde. Assim, bem contece na Soncente cma, despos Rádio Galena de Pedro Afonso, bem vrá Rádio Club Mindelo, ondé que trabaiaba chei de amor e devuson, nôs saudoze animador e grande amigue Ivandro Matos que dedicá quaz tude sê vida a esse Rádio, de graça sem ganhá nada. 
Ivandro mas cunchide pa "Ivandrita" era animador principal, siguide pa mas otes animador moda Cuda, Luis Fonseca, Pedrosa, Zito, Dinha de Nha Concha, Luis de Quim Chavinha, Gaby e mas otes!... Na técinca de rádio ês tinha Senhor Azevedo.
Quês emisson era prop bom, e tava cstumá tem té quês emisson delirante em directo moda Karaoké que tcheu gente na plateia, pa ba assiti, espetacle de dança, cantá, pergunta / resposta e tude o que podia tem um show. 
E, tude quem quisêsse tava ba inscrevê pal podia participá naquês show em directo."...
(Zizim Figueira)
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
NR - Por feliz acaso, consegui "extrair" a figura do Evandro de Matos de uma das fotos da enorme colecção do Djo Martins, da qual, a mão amiga do José F. Lopes me fez chegar algumas dezenas...
Ligar a figura do Evandrita à crónica do Zizim sobre o Rádio Clube Mindelo que, aliás, o Arrozcatum já apresentou na íntegra, foi um ápice, até porque eu perseguia há muito conseguir uma foto do meu saudoso amigo e companheiro das lides radiofónicas durante tantos anos...
Fica aqui, hoje, a homenagem que sempre desejei prestar a este comunicador infatigável, um dos primeiros jornalistas e repórteres de rádio de Cabo Verde...Era um companheiro colaborante, que se dedicava à sua profissão e aos seus "hobbies" com um sentido de serviço inexcedível...Tive o privilégio de manter com o Evandro uma amizade que foi cimentada pelo nosso amor comum à rádio e que nem a sua morte prematura conseguiu desvanecer...Evandrita, teria adorado viver esta época de tecnologia galopante...Tenho saudades do seu olhar penetrante, do seu sentido de humor, da sua permanente disponibilidade e da sua gula pelos pastéis de peixe malaguetados, da Faninha, do Café Portugal...Descansa em paz, companheiro!

7 comentários:

  1. Evandro Matos este grande animador da grande Rádio Clube do Mindelo, esta rádio que o tempo também levou. Olhando para traz através destes pedacinhos de memória de S. Vicente que Arrozcatum e Praiade Bote vão prodigalizando, S. Vicente hoje parece mais um galeão naufragado, todo escaqueirado, com peças de madeira a boiar no mar, cheio de pessoas afogando pedindo socorro com os braços estendidos, enquanto que uns poucos mais espertos vão-se safando nas chalupas que se construíram para alguns e que se afastam do 'lugar do crime'.

    ResponderEliminar
  2. A falta de cidadania, corrente na nossa ilha, parece ser cumplicidade e carta branca a Governantes sem escrùpulos.
    Não querem saber dos antepassados que fizeram a nossa Histôria e mandam o Nhô Ambroze para o caizim. Estou certo que 90% não sabe o que fizeram o Capitão Ambrosio e Nha Junzim Baltazar quando havia fome no Mindelo e na ilha de S.Nicolau.
    Uma vergonha para não dizer obscenidade.

    ResponderEliminar
  3. Voltei porque a parte do "Evandrita" desapareceu. Foi pena mas vai diferentemente.
    O Evandro era o mais velho dos seus irmãos (cinco rapazes e uma irmã) e o mais apreciado pela sua seriedade e capacida em saber mexer no que escolhia. Como jornalista foi bom assim como foi um optimo radialista e dirigente associativa. Poucos sabem que ele jogou futebol pela Académica do Mindelo e tavez tenha sido um dos seus fundadores mas cedo voltou ao seu amor de juventude: Amarante.

    ResponderEliminar
  4. Conheci muito bem o Evandro por ter feito parte da equipa do Radio Club durante muitos anos. Grande desportista, acompanhou sempre as caravanas desportivas para a Praia, Guiné e Dakar mas o seu maior amor foi o Amarante de cuja séde actual muito lhe deve. Dum grande humanismo era capaz de dar tudo o que possuia ao seu club e aos amigos. Varias vezes o vi aflito por nao poder ajudar um amigo mas la' ia encontrando uma solução. A musica cabo-verdiana lhe deve muito também pois foi atravez do Radio Club que muitos artistas se fizeram conhecer como a Titina, a Cesaria, o Bana,etc; Aliàs devo ter conservado nos meus arquivos algumas gravaçoes dessa época. Dos locutores citados o Luiz de Nhô Quim nunca trabalhou connosco . O Luiz Silva era eu e perdoua-se o lapso. Esqueceu-me também o Djosa Sena, grande figura do desporto e da radio, e tantos outros. Temos de escrever uma historia da comunicaçao em São Vicente e Cabo Verde.

    ResponderEliminar
  5. Conheci muito bem o Evandro por ter feito parte da equipa do Radio Club durante muitos anos. Grande desportista, acompanhou sempre as caravanas desportivas para a Praia, Guiné e Dakar mas o seu maior amor foi o Amarante de cuja séde actual muito lhe deve. Dum grande humanismo era capaz de dar tudo o que possuia ao seu club e aos amigos. Varias vezes o vi aflito por nao poder ajudar um amigo mas la' ia encontrando uma solução. A musica cabo-verdiana lhe deve muito também pois foi atravez do Radio Club que muitos artistas se fizeram conhecer como a Titina, a Cesaria, o Bana,etc; Aliàs devo ter conservado nos meus arquivos algumas gravaçoes dessa época. Dos locutores citados o Luiz de Nhô Quim nunca trabalhou connosco . O Luiz Silva era eu e perdoua-se o lapso. Esqueceu-me também o Djosa Sena, grande figura do desporto e da radio, e tantos outros. Temos de escrever uma historia da comunicaçao em São Vicente e Cabo Verde.

    ResponderEliminar
  6. Não conheci bem o Evandro de Matos, mas associo-me a esta evocação e aos rasgados elogios aqui deixados pelos intervenientes.

    ResponderEliminar
  7. Concordo com o Luiz, o Evandro Matos foi um grande desportista, homem da Rádio que animou as serões e noites dos dias de Mindelo.

    ResponderEliminar