terça-feira, 23 de setembro de 2014

[7445] - O VELHO EDEN, CADA VEZ MAIS VELHO...

O "Clube Matiota" acaba de publicar, no FaceBook, uma série de fotos, daquelas de causar...calafrios!
Sem mais comentários, de todo desnecessários, e com a devida vénia, aqui estamos a reproduzi-las...
para os devidos efeitos!!!

ERA ASSIM...






5 comentários:

  1. Jà ninguém aplaude. Vai longe esse tempo. O drama é forte demais e não temos làgrimas para verter. Temos, sim, a revolta crescendo cada dia um pouco mais.

    ResponderEliminar
  2. Não acredito na recuperação do Eden Park. A única solução seria uma subscrição pública entre os mindelenses para comprar o edifício. Mas bem sabemos que isso não é suportável e nem sequer dá resultado, conforme vimos pelo insucesso declarado em arranjar uns tostões​ para custear as nossas iniciativas regionalistas, que visavam tão-só o bem da nossa gente. O povo do Mindelo está-se nas tintas para as intervenções colectivas, e não há volta a dar-lhe. Por outro lado, mesmo que essa solução para a aquisição oferecesse francas expectativas de sucesso, seria necessário que o actual proprietário quisesse vender. Ora, é muito provável que ele não queira porque a aquisição do imóvel foi uma lavagem de dinheiro sujo, como por aí se diz. Ao vender, o proprietário iria certamente ver remexido o caminho ínvio utilizado na compra, sendo que uma nova venda o iria confrontar com encargos fiscais indesejáveis. Ou seja, a luz do Sol iria talvez derreter a cera da colmeia em que se guardou sua traficância. Talvez, porque já nem sequer estou seguro da seriedade e limpidez dos actos da governança autárquica na nossa ilha.

    No mais, só nos resta continuar a carpir mágoas, mas eu não estou para aí virado. Aliás, creio que vamos todos ficando fartos de carpir mágoas, de desfiar o mesmo rosário de tristes e irremediáveis lamentações. Os problemas em Cabo Verde não podem ser resolvidos senão mediante uma acção eficaz e responsável por parte dos poderes públicos. Temos visto que nem mesmo o voluntarismo cívico de alguns é suficiente para abalar as consciências. A nossa gente compraz-se mais com o supérfluo e o transitório do que com o acautelar do futuro. Enfim, o sudário não é animador...



    ResponderEliminar
  3. O Adriano tem razão tudo seria possível com a boa vontade dos mindelenses e a entreajuda, transformar este lugar que foi tão central e prestigiado na vida mindelenses, durante quase um século, num lugar de referência da cultura e e do entretenimento na ilha. Temo que os actuais mindelenses já não merecem mesmo mais este lugar. E isto é uma triste constatação, pessimista. Apres nous le deluge (depois de nós virá o dilúvio).

    ResponderEliminar
  4. CREIO, NO ENTANTO, QUE VALE SEMPRE A PENA METER O DEDO NA FERIDA DE VEZ EM QUANTO...PELO MENOS, OS VINDOUROS SABERÃO QUE HOUVE QUEM TIVESSE TENTADO VENCER A INÉRCIA MINDELENSE, NESTES NEGROS ANOS DE DESENGANOS...

    ResponderEliminar