domingo, 15 de fevereiro de 2015

[7791] - A PINGA `A MODA ANTIGA...


Por Alexandra Prado Coelho 

Abriu em Campo de Ourique, Lisboa, uma loja que recupera o espírito das adegas e que quer aproximar os consumidores dos pequenos produtores de vinho.
Já é possível num bairro de Lisboa — digamos, Campo de Ourique — agarrarmos num garrafão que podemos ter em casa e ir à loja enchê-lo de vinho. Ou seja, já é possível, no meio da cidade, comprar vinho a granel como se fazia antigamente. A ideia partiu de três amigos, os sócios Manuel Vargas, Jorge Encarnação e Rui Lucena, e a Oficina do Vinho abriu as portas a meio de Novembro — precisamente em Campo de Ourique, na Rua Correia Teles. 
“A distribuição do vinho está normalmente nas mãos de grandes distribuidores, e os pequenos produtores muitas vezes têm dificuldades em escoar o seu produto”, explica Jorge Encarnação. “O que nós quisemos aqui foi aproximar esses pequenos produtores do consumidor final.”
Assim, num pequeno espaço no centro de Lisboa, tentaram recriar “o ambiente de uma adega”. O enoturismo já começa a ganhar alguma importância em Portugal e as pessoas sabem que se visitarem o produtor na sua quinta podem conhecer a vinha, a adega e provar o vinho antes de o comprar. Na Oficina do Vinho não há vinha, claro, mas há quatro grandes reservatórios em aço inox com uma capacidade de 650 litros cada um, dois de vinho branco e dois de tinto, de duas regiões diferentes (no dia em que visitámos eram o Alentejo e o Tejo, mas a ideia é que vão rodando).

Sem comentários:

Enviar um comentário