terça-feira, 28 de abril de 2015

[8081] - CHAMPÔS E GÉIS CANCERÍGENOS...

PARA A VOSSA BOA SAÚDE!

Devem procurar o nome do composto em  inglês: Sodium   Laureth  Sulfate nos champôs e geles de banho.
Aos produtos abaixo identificados juntam-se o gel de banho da Sanex, os sabonetes líquidos  Pingo
Doce  (produtos brancos) e o shampoo da Dove.
Verifiquem se entre os ingredientes do champoo que usam há uma substância chamada 'Lauril Sulfato de Sódio' ou LSS ..
Esta substância faz parte da composição da maioria dos champôs pois os fabricantes utilizam-na por ela produzir muita espuma a baixo custo. No entanto o LSS é usado para lavar chão de oficinas (é um desengordurante).
Verifiquei que outras marcas como: VO 5, Palmolive, Paul Michell, Organics, Revlon Flex, Dimension o novo Herno Klorane champô, e muitas, muitas outras, contêm esta substância.
Ligou-se para um destes fabricantes,e foi-lhes dito que eles estavam a usar uma substância cancerígena. Eles concordaram com a afirmação, mas disseram que não podiam fazer nada pois precisavam dela para produzir espuma.
A pasta dentífrica Colgate (bubbles) também contém LSS.
Várias pesquisas têm mostrado que nos anos 80 a probabilidade de contrair cancro era de 1 em 8000 e nos anos 90 era de 1 em 3, o que é bastante grave.
Espero que tomem esta advertência com seriedade e a partilhem com as pessoas que conhecem, talvez possamos parar de 'espalhar' por aí o 'vírus' do cancro, evitando comprar champôs que contenham o LSS-Lauril Sulfato de Sódio, até que os seus fabricantes tomem a providência de  substituir este  componente  por outro que  não prejudique a saúde dos seus consumidores.
Por favor passem esta informação para o maior número possível de pessoas que isto não se trata de uma corrente, mas de uma preocupação com a nossa saúde.

Faculdade de Ciências e Tecnologia
Universidade Nova de Lisboa
Dr.ª Catarina Roriz

(E.mail de Manuel M. da Silva)    

2 comentários:

  1. Catarina Roriz? E será que existe mesmo essa "doutora"? Não, não existe... Mais uma mensagem falsa de alguém com demasiado tempo. E parvo de quem a partilha sem questionar o que quer que seja. Não é porque aparece na Internet que é verdade.

    ResponderEliminar
  2. Agradeço a informação e penitencio-me da minha credulidade, sendo certo que o facto de a Drª Catarina Roriz não existir não significa que o alerta não seja verdadeiro...Escusado, no entanto, é chamar de "parvo" a quem apenas dá guarida a estas informações de boa fé...Só não retiro o comentário na esperança de que o seu autor se identifique e possamos trocar ideias com o nivel civilizado que sempre procuramos imprimir a este espaço.

    ResponderEliminar