segunda-feira, 29 de junho de 2015

[8260} - INTRIGANTE...

José Fortes Lopes
HÁ PESSOAS QUE NÃO TÊM O ESTATUTO DE COMBATENTES QUANDO O MERECIAM, AUTOMATICAMENTE... ALGUÉM PERCEBE?

Se há alguém que merece este estatuto de Combatentes há uns que merecem mais do que outros. Desalojar os portugueses da sua praça forte que era S.Vicente, um ponto estratégico, não foi tarefa fácil. Isto aconteceu graças à dedicação e esforço (pacífico é claro) dos então jovens universitários e liceais do Mindelo.
Havia autênticos cabo-chefes dos jovens liceais e universitários, organizadores, enquadradores das manifs em S.Vicente, os ‘cérebros das operações’ durante o ano de 1974, até a ‘revolução’ tragicamente acabar.
Eram as estrelas da juventude mindelense pró-paigc nesse período. Aqui, não estou a fazer nenhum julgamento de valor, somente justiça.
Este estatuto devia ser levado para a casa dessa gente numa pasta dourada e com toda a fanfarra e uma delegação de veteranos devidamente fardada, incluindo todos os novos donos de Cabo Verde, e os seus ‘cachorros’.
Não acredito que pessoas como alguns eles tenham que mendigar esse estatuto e colocar-se na porta da Igreja, na fila dos mendigos. Sem eles e outros poucos, nunca o Paigc teria assumido o poder em Cabo Verde, pois o poder, em 1974, conquistou-se nas ruas, nas manifestações e não em Guiné-Bissau-Conacri, embora reconheça, obviamente, a correlação entre o que acontecia no teatro de guerra, no chamado Ultramar, se reflectia na situação política em Cabo Verde. A independência é outra coisa pois, com ou sem Piagc, haveria um estatuto para CaboVerde: autonomia alargada ou independência.
Se os rapazes se auto-marginalizaram, devem ter as suas razões e com certeza estarão revoltados, mas as revoluções consomem os seus filhos e o tempo consome tudo, nada lhe resiste !!! 
Reconhecimento a estes jovens idealista que deram tudo para que se festejem os 40 anos da Independência no dia 5 de Julho.
Não se esqueçam no entanto que a nossa Ilha, onde tudo começou, está nas ruas da amargura, nas lonas, falida e sem gente, com muitos a passarem fome, de novo a mendigar às portas da Igreja pelas esmolas dos poderes. Graças a nós ou não obstante nós todos !
God save S. Vicente e Cabo Verde !


1 comentário: