sábado, 12 de dezembro de 2015

[8749] - A FRASE DA SEMANA...



“Deus livre Cabo Verde de um novo mandato do PAICV!"

12/12/2015 - A frase escolhida esta semana foi pronunciada em pleno debate parlamentar, transmitido em directo pela Rádio de Cabo Verde. O deputado António Monteiro, líder da UCID, disse que seria uma desgraça para Cabo Verde uma renovação de mandato ao PAICV para governar o País nos próximos cinco anos
Terça feira, 8 de dezembro, discutia-se no Parlamento cabo-verdiano a proposta de lei da insolvência e recuperação de empresas. O ministro Rui Semedo, acabava de responder à Oposição que tinha criticado o Governo por levar aquela proposta apenas no final do mandato, dizendo que o MpD já estava habituado a fazer oposição e por isso em 2016 deveria continuar na Oposição e que o PAICV, como estava habituado a governar, em 2016 deverá continuar a governar Cabo Verde por mais cinco anos.

António Monteiro pediu a palavra e sem papas na língua disse: “Deus livre Cabo Verde de um novo mandato do PAICV”, pois “nós não saberíamos onde o País iria parar se o PAICV tivesse nova maioria para continuar com esta politica económica e fiscal desastrosa que tem vindo a fazer no País”.

4 comentários:

  1. Não sei se o MpD vai fazer ou não a regionalização, que diz ter na agenda. Mas se o PAICV continuar a governar, a ilha de S. Vicente será definitivamente arrumada, pois esse partido se opõe a essa reforma. E só com ela a nossa ilha fugirá ao esmagamento do poder centralizado.

    ResponderEliminar
  2. Para além disso Adriano não se pode vislumbrar um 4º e 5º mandato consecutivo de um mesmo partido com a inquistação desta m´quina toda que é o paicv. Isto equivaleria a dizer que CV não tem oposição, o que seria um pesadelo. Mas sinceramente não estou a ver o MPD!!!

    ResponderEliminar
  3. É mesmo, José, o exercício da governação em legislativas consecutivas acaba por consagrar uma situação de mando despótico e ditatorial, mercê da usura do poder. A história das organizações sociais é que o diz.

    ResponderEliminar
  4. Criticaram quem monopolizou a politica colonialista mas fazem a mesmissima coisa. E quando se reclama, cantam o "Daqui não saio, daqui ninguém me tira".

    ResponderEliminar