quinta-feira, 24 de março de 2016

[9049] - QUEM ENTRA, SAIRÁ UM DIA...

Eva Caldeira Marques
·
Amigos, após dias a saborear a vitória do MpD, vitória da alternância, da democracia, e do belo poder decisório do povo, ficam-me duas palavrinhas por dizer:

Cabo Verde é constituído por pequenas ilhas, todos nós nos conhecemos e temos familiares e amigos dos vários partidos. Devido a simpatias e militâncias políticas diferentes, uns festejaram, e outros se entristeceram com a derrota, que sentiram pesoalmente devido às suas simpatias. O que é normal, pois quem não sente não é filho de boa gente.

Porque vivemos em democracia, todos nós, de todos os espetros políticos, já vivenciamos derrotas e vitórias.

E ainda bem, pois é este o significado da democracia, a limitação do poder e dos concomitantes abusos associados a tempos excessivos no mesmo.

Por isso, quem tiver de festejar agora, que o faça, pois a vida são dois dias. Quem estiver triste, é normal, pois ninguém estima a derrota.

Mas todos, ganhadores e perdedores, vivendo com a certeza que estes momentos não duram para sempre, pois que em democracia os que entram estão fadados a sair. E assim vamos continuando o percurso do nosso país, esperando sempre por uma melhor gestão dos nossos parcos recursos, com o povo supervisionando sempre, como o demonstrou agora.

Estou muito orgulhosa de todos. Que Deus ilumine as nossas pequenas ilhas de coração grandioso.


1 comentário:

  1. Pois sim. que Deus as ilumine.
    Intervenho na política cabo-verdiana mas sou equidistante dos partidos, preferindo fazer os meus juízos em função do que me parece acertado nas políticas seguidas. Mas podia ter festejado a perda do poder pelo PAICV porque o que é demais faz mal. Mas não o fiz porque tenho familiares com as suas preferências distribuídas entre os dois partidos.

    ResponderEliminar