sexta-feira, 26 de agosto de 2016

[9608] - TAILÂNDIA - APELO CONTRA DEMOLIÇÃO...


O apelo surgiu depois de o hospital Vachira de Phuket, proprietário da casa, ter anunciado que pretende demolir o edifício para alargar as instalações hospitalares.

"Quero que todos se juntem à campanha contra a demolição deste edifício sino-português, uma construção importante para Phuket", escreveu na quinta-feira na rede social Facebook Atsawin Auttatum, presidente do gabinete da cultura da cidade.

"O edifício tem quase 100 anos e é do estilo sino-português. Precisa de ser reparado e renovado, mas qualquer trabalho tem que ser aprovado pelo departamento de Belas-Artes", afirmou Thawatchai Thataisalsilp, arqueólogo do departamento de Belas-Artes do ministério da Cultura tailandês, após uma inspeção ao edifício.

O responsável acrescentou que "como proprietário, o hospital pode demolir a casa, mas como se trata de um edifício de interesse histórico seria uma violação da lei tailandesa sobre monumentos, antiguidades e museus".

Thawatchai Thataisalsilp indicou que um diretor-adjunto do departamento de Belas-Artes fará uma inspeção ao edifício no sábado.

Conhecida como "Boonphat Building", a mansão está rodeada de árvores de mogno plantadas no reinado de Rama VI, em 1917.

"Devemos proteger os locais históricos de Phuket", sublinhou Atsawin Auttatum, na mensagem no Facebook.

O explorador português Fernão Mendes Pinto, que chegou à Tailândia em 1545, foi um dos primeiros europeus a mencionar Phuket nos relatos das suas viagens. (Noticias ao Minuto)

Sem comentários:

Enviar um comentário