terça-feira, 13 de setembro de 2016

[9673] - PORCO: ONDE ESTÁ O SABOR?

Porca "Large Black" e a sua ninhada...

Já aqui fiz referencia, mais do que uma vez, às célebres sanduíches de carne de porco do Café Estrela, do amigo Herculano Morais, ao lado da pracinha do Liceu, das quais guardo na memória do meu palato uma presença quase material... Era no tempo em que a carne dos porco, via de regra "tchuc lanteje", criados à vontade, comendo do que havia mais à mão, tinha sabor, era macia e suculenta...
E isso acontecia em todos os lugares e, entre todos, os Large Black, oriundos da Cornualha, no Reino Unido eram os mais procurados... Depois, vieram os sistemas de produção extensiva para alimentar o crescente mercado de "bacon", que levava à criação de animais menos gordos mas mais pesados e, por isso, economicamente mais rentáveis... Por outras palavras, todo o mundo passou a ter grandes quantidades de carne de porco disponíveis mas que, infelizmente, não sabe a coisa nenhuma pois, e aqui é que está o busílis da questão, não tem gordura suficiente...Deixamos abaixo duas fotos que falam por si.



                ...oooOooo...  







De um lado, fatias de lombo de um porco Large Black, com cerca de 20 mm de gordura e, do outro, costeletas de um porco de "aviário", mais do que magras... Ora é essa gordura do porco que, uma vez submetida às altas temperaturas do forno ou das brasas se derrete penetrando na carne e transmitindo-lhe o gosto e a textura inegualavel de um assado ou um churrasco de sabor inesquecível, como as sanduíches de "tchuc lanteje" assado do Herculano!

3 comentários:

  1. Para mim está no filhote : - Made In Bairrada!

    ResponderEliminar
  2. Porco preto, branco ou cinzento, a verdade é que a carne do animal antigamente era bem saborosa. Dizem que o problema é da actual alimentação e da produção intensiva, à base de manipulação genética e outros artifícios.

    ResponderEliminar