terça-feira, 20 de setembro de 2016

[9696] - LAJINHA - NO COMMENT ...






Fotos de Salvador Mascarenhas

5 comentários:

  1. Salvador Mascarenhas — em Laginha, Mindelo.
    19 min · Mindelo, Ilha de São Vicente, Cabo Verde ·
    Não foi nenhum furacão que passou. Choveu.
    E a imagem degradante é paradigmática do acumular da gestão incompetente da coisa pública. Além de causar a delapidação do erário nacional em obras sem planeamento inteligente, causa o mal estar absoluto e depressivo nos nossos dias sempre que chove.
    Sempre!!!
    Em tempos remotos defenestravam os autores por menos.
    Mas felizmente as sociedades evoluíram e hoje há métodos que permitiriam selecionar a capacidade para uma alteração deste calibre na praia da Laginha. Sim, é verdade! Existem concursos onde diversos indivíduos expõe a sua ideia pormenorizadamente justificada e fundamentada de como executar determinada obra e um júri qualificado e de forma cega escolhe o mais apto para o efeito. E mesmo assim existe também uma entidade que fiscaliza para verificar se a capacidade existe de facto.
    Aqui temos esta merda!!!

    P.S. Esperamos que o plano director para o desenvolvimento do Porto Grande que é e será a pedra basilar do desenvolvimento desta ilha, do ponto de vista turístico ou outro, seja alvo de concurso público internacional e com um júri à altura. Não assim sendo prometemos não ficar de mãos amarradas a ver os navios a passarem..ao largo.

    ResponderEliminar
  2. Eis o que se pode chamar uma nítida visão do apocalipse. Melhor dizendo, burrice de Lajinha mais burra que esta não há.

    Já não me apetece mais Lajinha, Lajinha pfffffffffffff,
    Djack

    ResponderEliminar
  3. As advertências atempadamente feitas afinal tinham razão de ser. Como é possível que esta obra não tenha tido um tratamento multidisciplinar? Não podia limitar-se a despejar areia naquele espaço.

    ResponderEliminar
  4. Isto é obra dos homens para ganhar eleições. Em tempos bem disse que a natureza encarregaria de levar esta prai artificial, prvendo um efeito conjugado de temporal maré e correntes. Bastou chover.
    Imaginem se fosse um Furacão (que não gostaria que passagem por nossa paragens) levava o emplastro todo.
    Mas que raio de material é esse que foram buscar no fundo dda Baia. Alguns dizem que é misto pozolana+mixordia para não diser um palavrão!!
    Cabo Verde é terra da incompetência. 40 anos a chafurdar na incompetência

    ResponderEliminar
  5. O Culpador-Mor, antes do executores, deve responder por tudo isso antes de se apresentar para Presidente da Repùblica.
    Espero que isto não suceda em nenhuma outra praia ou calheta

    ResponderEliminar