terça-feira, 11 de outubro de 2016

[9772] - SEGREDOS DE ESTADO...


Uma fonte fidedigna pertencente à ENAPOR confidenciou que há já uns tempos  o Governo Japonês disponibilizou cerca de 100 milhões de dólares destinados à construção do Terminal de Cruzeiros e Cais de Pesca do Porto Grande, S.Vicente...
Esta doação foi, no entanto, desviada pelo  P.M., então no seu segundo mandato, para custear as obras de saneamento da cidade da Praia, em S. Tiago...
A mesma fonte terá informado que o prazo para utilização dos 10 milhões de dólares disponibilizados pelo Governo Holandês, para o mesmo efeito - o Terminal de Cruzeiros - terá sido prorrogado...
Todavia, existe em torno deste assunto um manto de secretismo, herdado do Governo anterior e religiosamente mantido pelo actual, e que parece denunciar um evidente mau-estar que advém do que parece ser uma politica concertada para destruír  a importância da ilha de S.Vicente em todas as suas valências, como referência que sempre foi no concerto das regiões do País...
Pena é que as forças vivas mindelenses pareçam ter falecido, vítimas das suas próprias máguas, sen do mister que o espírito de reivindicação cívica faça libertar essa fera enjaulada pela injustiça do Poder Central que parece envenenado por uma espécie de xenofobia intelectual que lhe tolhe os sentimentos de fraternidade e as exigências de imparcialidade que devem ser apanágio de quem governa em democracia...
Acordai, ó gentes da minha terra!!!

4 comentários:

  1. As "forças vivas" do Mindelo jazem no dzót-dôs-ôte. Agora só há forças mortas. Até um efémero grupo chamado "Cordá Monte Cara" desapareceu da circulação. A ilha está entregue a nada.

    Braça desolado,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. A saga da discriminação vai continuar e só terá fim quando o povo de S. Vicente disser: alto e pára o baile! Como e quando, resta saber.

    ResponderEliminar
  3. Enough is enough !!!
    Trop c'est trop !!!
    Mais de quatro décadas de frustrações, a lembrança de injustiças, de repetidos abusos, acordam a consciência social. José Maria Neves brincou demais não só com a ilha de S.Vicente (a mais visada) mas com todas outras ilhas e parece que ninguém vê o fim do túnel.
    Tudo para Santiago, nada para o resto. Até quando? A paciência tem limites e chegou o momento de dizer "Stop, demais é demais".
    Para que servem esses deputados que agem como se fossem deportados?

    ResponderEliminar
  4. a probabilidade de se continuar e de até aprofundar o centralismo é grande. Na semana online há já um Pró Praia reclamando o Estatuto Especial para a Praia para ontem. Há dias em que me dá vontade de pôr luto de Cabo Verde, tamanha a tristeza que sentimos pelas injustiças e a situação.
    E ninguém pode protestar numa situação daquelas. O medo todos têm das represálias.
    Mas convenhamos que os mindelenses, a elite, é a responsável pela situação que se encontra a ilha e o facto de não haver mais nenhuma voz sonante para pôr cobro às desfeitas, pois o povo é pão para toda a farinha.

    ResponderEliminar