sexta-feira, 18 de novembro de 2016

[9920] - O SENTIDO DAS PALAVRAS...

Paulo de Carvalho
O jornalista angolano Rafael Marques é sobejamente conhecido pela sua obstinada luta contra o poder em Angola, cujos desmandos ele vem de nunciando ao ,longo dos anos com indesmentivel coragem cívica e profissional.
A 15 do corrente concedeu uma importante entrevista ao jornal "online" Por Dentro de África da qual não resistimos a reproduzir um simples parágrafo que parece merecedor de uma atenta dissecação já que a susbstância e o autor conceptual parecem navegar a diferentes latitudes do cerne da questão:

"Rafael menciona um episódio no qual o sociólogo angolano Paulo de Carvalho disse que o fato de ele estar vivo era sinal de que havia liberdade de expressão em Angola. “Se em Angola houvesse um sistema ditatorial, tu, meu amigo Rafael Marques, não estarias aqui" (11/03/2014)

-As ditaduras não conseguem exterminar todo o seu povo. Hitler tentou e não conseguiu. Fidel Castro, com um sistema repressivo de muitas décadas, não conseguiu abafar as vozes discordantes. Não se pode confundir a coragem de um indivíduo com a liberdade que está consagrada na Constituição - ressaltou."

Face ao que se conhece sobre o regime angolano em todas as vertentes - a política, a económica, a social - como qualificar as conclusões deste sociólogo formado em Varsóvia mas com passagens por instituições universitárias de Portugal e Angola?!  São, no mínimo, surpreendentes!

1 comentário:

  1. Considero pavoroso o que se passa em Angola. Cada vez tenho mais pena daquele povo, que eu bem conheci como pacífico.

    ResponderEliminar