domingo, 15 de junho de 2014

[7030] - CRÓNICA EVENTUAL...

1-2

Graças a um golo à maior do seu ítalo-ghanês, os "frios" transalpinos conseguiram enganar o alvos bretões, com todo o mundo sufocando sob o clima da Amazónia...
Não se compreende muito bem que, num pais de tais dimensões, tenha havido a necessidade de realizar jogos em tais condições, gastando uma fortuna na construção de um estádio grandioso, numa zona onde os jogos raramente ultrapassam os 800 espectadores...
Os deuses da antiga Roma protegeram os "azzurri", os ingleses talvez não merecessem sair vencidos e o árbitro holandês fez um trabalho a raiar a perfeição!
P.S. - O Engº Fernando Santos teve azar na estreia e viu os seus helénicos pupilos vergados ao peso de três golos sem reposta regados a café colombiano, não se sabe se "sem", se "com" aditivos!

5 comentários:

  1. Gostei de ver o jogo e estava dividido sobre a minha preferência. A bem dizer, queria um empate, que seria o resultado mais justo. O que estranhei foi o desperdício dos ingleses em alguns cruzamentos e até o Rooney marcou um canto de forma disparatada.
    Deve ter sido do clima. Concordo em absoluto que foi um perfeito disparate terem escolhido aquele lugar para jogos da COPA. E o pior é que Portugal vai jogar l+a contra a América.

    ResponderEliminar
  2. Tanta ignorancia! Ve-se logo que conhece-se pouco da amazonia e do manaus. Uma das maiores forças industriais da zona franca brasileira.
    Mais uma vez os portugueses a acharen-se "superiores", que no final são uns autenticos pobres.
    Mas afinal, qual a grande diferença do clima do brasil com por exemplo a temperatura que faz em Beja ou Evora por exemplo??? ...ou no algarve?
    Procurem informar-se bem antes de escrever disparates.

    ResponderEliminar
  3. Senhor Anónimo, ignorância, abunda, sem dúvida mas a educação e o urbanismo tamém deveriam pontuar as nossas convicções. Como este Blog não nega a acesso a ninguém seria de esperar que os senhores visitantes se comportassem com um mínimo de dignidade...Fizeram-se observações que correspondem a factos e, já agora, a diferença não está nas temperaturas, meu amigo (?) mas sim na humidade relativa...Questões de ignorância, ou simples e pobre má vontade?
    Seja feliz e o seu País, também!

    ResponderEliminar
  4. Amigo anónimo.

    Neste blogue não intervêm nacionalidades. Todos aqui cabem, seja qual for a sua nacionalidade, cor de pele, credo religioso ou cor política. Uns sabem sempre umas coisinhas que outros não sabem, e assim vamos convivendo e aprendendo um pouco uns com os outros. O senhor Zito Azevedo explicou-lhe bem essa coisa do clima. O seu elemento mais gravoso para a saúde não é propriamente a temperatura, é, sim senhor, a humidade relativa. Por isso é que os climas se classificam em "climas estimulantes" e "climas deprimentes", sendo que a forte humidade relativa do ar é o factor mais pernicioso e determinante nessa classificação. Aprendi isso ainda na escola primária com um professor que se chamava Alfredo Brito, um velhote simpático nascido na ilha de Boavista. Contudo, ninguém aqui se acha superior a quem quer que seja, seja ele português, chinês ou natural da Boavista.

    ResponderEliminar
  5. Obrigado, Adriano...Em boa verdade, o problema está em a gente aprender a falar mais com a cabeça do que com coração, que não conhece climas, só emoções!

    ResponderEliminar