terça-feira, 22 de julho de 2014

[7206] - POEIRA DO TEMPO...


António Coelho, foi o primeiro cabo-verdiano a comprar um barco para iniciar uma carreira regular entre os Estados Unidos e Cabo Verde.
Adquirida a escuna de pesca "Nellie May", ao armador John Waters, de Newport, contrata um velho capitão baleeiro e, em 1892, deixa o porto de Providence rumo à ilha Brava,  com 50 passageiros a bordo, tendo pago cada um US$15,00…
Porém, após alguns dias de viagem, o capitão morre, vítima de um ataque cardíaco.
O apelidado "contramestre", apesar de não perceber nada de navegação, tenta dirigir o navio na direcção certa, rumo a Cabo Verde… Trinta dias mais tarde, cruzam-se com um outro navio que  informa terem já passado as ilhas, situadas a cerca de 500 milhas para Sul…
Finalmente, depois de mais 45 dias no mar, chegam ao porto da Furna, na Ilha Brava.
Aí, Coelho contrata um novo capitão e inicia a viagem para Providence, com 117 passageiros a bordo… A viagem é feita no tempo recorde de 28 dias!
Com o lucro desta viagem, Coelho torna-se um personagem importante, junto da população cabo-verdiana de Fox Point…
Em 1893, o "Nelly May" enceta nova viagem para Cabo Verde, desta vez sob o comando do capitão José Godinho…
O percurso foi feito em 90 dias … uma longa e sofrida viagem!
Sem água nem comida, dois marinheiros em estado de loucura atiram-se ao mar…
No regresso a Providence o capitão, sentindo que, devido aos múltiplos problemas e agruras, não sería devidamente compensado… encalha o navio para que o dessem como abandonado e, assim, o poder depois comprar, quando fosse leiloado... 
… “ Por se sentir enganado, o velho lobo-do-mar interpõe acção judicial junto das autoridades Norte Americanas"… 
Passaram-se dois anos antes que o "U.S. Deptartement of Justice", tentasse resolver a situação…
Entretanto, António Coelho morre, em Providence, com a idade de 92 anos, sem ter recebido qualquer indemnização!

Pesquisa de A.Mendes

Sem comentários:

Enviar um comentário