sexta-feira, 1 de agosto de 2014

[7239] - O PORTUGUÊS NO JAPÃO...


Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar ao Japão, entre os anos de 1542 e 1543, encetando relações que haveriam de perdurar até cerca de 1639, quando o cristianismo passou à clandestinidade.
No auge da influência portuguesa, chegou a haver cerca de 4.000 palavras japonesas com origem  na língua portuguesa. Hoje, serão pouco mais de 400...
Existem, no entanto, alguns equívocos como, por exemplo, o de se pensar que a palavra japonesa "arigatô" terá origem no português "obrigado"...Na realidade, trata-se da forma moderna do termo arcaico "arigatashi", cujo significado literal é "há dificuldade"...
"Tempura" também não deriva do português "tempero". No século XVI os católicos abstinham-se de comer  carne nos dias de "Têmporas", os três dias de jejum semanal, em cada uma das estações do ano. Então, os portugueses no Japão, como bons católicos, nesses dias apenas comiam legumes e peixes que, frequentemente, eram empanados e fritos, para espanto dos japoneses que os comiam crus ou cozidos...O hábito e o termo acabaram por resistir até hoje!
Das muitas palavras japonesas com origem no português aqui ficam algumas das mais evidentes:
BIIDORO - Vidro; BIRODO - Veludo; BOURO - Bolo; IESU - Jesus; IRUMAN - Irmão; KAPITAN - Capitão; KIRISHITAN - Cristão; KOPPU - Copo; MARUMEN - Marmelo; ORANDA - Holanda; PANDORO - Pão-de-Ló (Pão d'Ouro) - SABATO - Sábado; SHABON - Sabão; SHÔRO - Choro; TABAKO - Tabaco; ZABON - Zamboa (designação arcaica de Toranja).

Fonte - Wikipedia

2 comentários:

  1. Quatrocentas palavras ?!! Então, CPLP já!

    ResponderEliminar
  2. Interessante este post. Desconhecia o verdadeiro significado de "arigatô".

    ResponderEliminar