terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

[7798] - POEIRA DO TEMPO...


Esquadra Britânica no Porto Grande - Mindelo.

Fotografia de Foto Melo 1948 - Home Fleet Britânica, na sua viagem de agradecimento aos Países Aliados pelo esforço e apoios prestados durante a II Grande Guerra.
De salientar que Mindelo foi o único porto português (à época) onde a esquadra fundeou.
Houve desembarque, desfile militar e cerimónia de boas vindas na CMSV.
O Porto Grande, do Mindelo, esteve sempre aberto aos Ingleses, visto ser dominado pelas empresas de carvão inglesas e a população Mindelense ser maioritariamente apoiante dos Aliados, como ficou imortalizado na famosa coladeira de B'Leza - "Hitler câ tâ ganhá Guerra".
O final da II Grande Guerra coincidiu com a decadência do Porto Grande de Mindelo, em virtude não só da evolução dos meios de transporte marítimo, como da falta de aposta do governo colonial no apetrechamento do Porto, em relação às Canárias e a Dacar.
Ainda assim, de 1949 a 55/56, os movimentos mensais no Porto Grande situavam-se na ordem dos 80 a 90 embarcações por mês.
Mantenhas
Djo Martins
Fotolog




7 comentários:

  1. A decadência do Porto Grande

    Está sobejamente provado e documentado que ela se deveu, em primeira mão , às Comp.s Carvoeiras ... Praticando nos portos das Canárias e Dacar preços muito mais baixos por tonelada de combustíveis..Foi a verdadeira "sabotagem" ao PG.!

    Mantenha

    ResponderEliminar
  2. Da Home Fleet lembro-me ainda de alguma coisa sucedida. Do movimento dos militares nas ruas do Mindelo, do desafio de cricket que nunca terminou, etc.
    Quanto ao resto nem preciso confirmar o que devemos trazer de vez enquando para refrescar a memôria dos velhos e despertar os jovens que não se interessam pelo passado confundido com "tempo colonial". Pena !!! Eles não sabem e não querem saber. (Ou não lhes deixam saber?)

    ResponderEliminar
  3. De salientar que Mindelo foi o único porto português (à época) onde a esquadra fundeou. isto diz tudo!!!!!

    ResponderEliminar
  4. e o Estadp de Cabo Verde não ligou estreitar relações diplomática com o Reino Unido por razões que todos sabemos, não se percebe como é que até agora não foi possível S. Vicente, esta ilha que já esteve quase nas mãos dos ingleses, a sua câmara poder fazer geminações com cidades do Reino Unido ou ter parcerias culturais com os países da Commonwealth. E estou a referir particularmente ás várias modalidades desportivas, hoje caídas em desuso, e que foram introduzidas nesta ilha graças á presença inglesa (cricket, golf, tenis e mesmo futebol) e que definiam a personalidades e a singularidade da ilha no arquipélago

    ResponderEliminar
  5. Quão seria bom reintroduzir ou reforçar na ilha a prática do cricket, golf etc e poder participar, talvez no futuro, em competições internacionais nalguma modalidades com países da Commonwealth.

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que este post foi colocado. É que tenho esta foto como fundo do meu Ambiente de Trabalho no computador e tenho-me perguntado em que ano ela teria sido feita. Eu tinha na altura apenas 4 anos e não podia ter memória da visita desta esquadra.
    Quanto a geminações, há duas que me ocorrem: Newcastle e Cardiff. Ou será que já existem? E se não existem, por que nunca isso ocorreu aos presidentes das câmaras?

    ResponderEliminar
  7. Sobre a questão colocada pelo Adriano:Quanto a geminações, há duas que me ocorrem: Newcastle e Cardiff. Ou será que já existem? E se não existem, por que nunca isso ocorreu aos presidentes das câmaras?
    Helas não há nenhuma. O estado de CV andou 40 anos de costa virada com a Inglaterra. Agora estou a perguntar se não foi birra do PAIGC por achar que este país também colonizou Cabo Verde. Os benefícios eram muitos para além do económico/político pela importãncia de Londres o cultural não seria de descurar e estou a referir particularmente ás várias modalidades desportivas, hoje caídas em desuso, e que foram introduzidas nesta ilha graças á presença inglesa (cricket, golf, tenis e mesmo futebol) e que definiam a personalidades e a singularidade da ilha no arquipélago. Sobre este assunto muito poderia escrever mas para bons entendedors já chega

    ResponderEliminar