terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

[7819] - EXPLICAÇÃO MUITO RECONFORTANTE...


Afinal, os cérebros das pessoas mais velhas são lentos só porque elas sabem muito. As pessoas não declinam mentalmente com a idade. Os cientistas acreditam que elas apenas têm mesmo mais tempo para recordar factos e acumulam muito mais informações nos seus cérebros. Muito parecido com o que acontece nos discos rígidos dos computadores quando ficam cheios, dificultando assim o tempo de acesso às informações pretendidas.
Os investigadores dizem que esta desaceleração não é o mesmo que o declínio cognitivo. O cérebro humano funciona mais lentamente na velhice, disse o Dr. Michael Ramscar, mas apenas porque temos armazenadas mais informações. Com o tempo,o cérebro de pessoas mais velhas não fica mais fraco. Pelo contrário, elas simplesmente sabem mais.
Mesmo quando as pessoas mais velhas se esquecem do que iam fazer a outra dependência da casa, esse não é um problema de memória mas apenas uma forma da Natureza as obrigar a fazer mais exercício físico. É isso! Eu sei que tenho mais amigos a quem deveria mandar isto mas, de momento, não consigo recordar os respetivos nomes. Por isso, agradeço que o enviem aos vossos amigos. Quem sabe eles também são meus amigos...(Tuta Azevedo)

8 comentários:

  1. Mas isto aqui é mesmo um restaurante? Mas só servem um prato? O que é atum? É peixe? E arroz? É pó? Quem é aquele sujeito ali em cima? Porque é que ele se chama Zito? É porque anda depressa? Zuuuuuuttttttttttt, Ziiiiiiiiiiitttttttttttttto? Mas porque fala ele tanto de Cabo Verde? Porque não fala ele do Cabo Encarnado e do Cabo Amarelo? Que raio de blogue!!!

    Braça (o que é um braça?)
    Djack (quem é este?)

    ResponderEliminar
  2. Reconfortante mesmo é saber que afinal, é a «mãe-natura» que nos obriga ao exercício em busca de... Digo isto porque quando me esqueço da coisa que ia nomear ou fazer ...ele é cá um exercício! Que não vos conto nada! Brigo com a minha memória até acertarmos as contas. Saber que isso é normal, consola-me...

    ResponderEliminar
  3. Reconfortante mesmo é saber que afinal, é a «mãe-natura» que nos obriga ao exercício em busca de... Digo isto porque quando me esqueço da coisa que ia nomear ou fazer ...ele é cá um exercício! Que não vos conto nada! Brigo com a minha memória até acertarmos as contas. Saber que isso é normal, consola-me...

    ResponderEliminar
  4. Mas porque é que esta senhora colocou duas vezes a mesma resposta? O nome não me e é estranho. Mas quem será? E este blogue continua com o mesmo nome. Mas porque não há aqui bifes com batatas fritas e apenas arroz com atum? Mas que raio de restaurante é este? Prefiro o Sodade no Mindelo que pelo menos tem lagosta. Que coisa esquisita, isto aqui. Mas quem é o Zito? Será o maître? Será o escanção? Será o chef? Mas porque não aparece ele? ò nhô Ziteeeeeeeeeeeeeeee, bocê bem liiiiiii!!!

    Desisto (mas porquê?)
    Braça (sei lá o que é um braça)
    Djack (serei eu?)

    ResponderEliminar
  5. Eu nunca tinha visto a coisa nesta perspectiva, mas acho que faz sentido. Mas o surpreendente é ver a capacidade mental de pessoas de mais de 90 anos, como Adriano Moreira, Eduardo Lourenço, Edgar Morin e muitos outros.Então este último, cuidado...

    ResponderEliminar
  6. E o Adriano Lima? Apesar de bem mais novito (quase um mucim) mas tão lúcido como esses rapazim de quem falou. Mas quem é o Adriano Lima? Mas quem sou eu? E continua a haver apenas arroz com atum por aqui. Isto tem de acabar, isto assim não pode ser, queremos cachupa, queremos friginato, queremos cabidela, queremos cozido à portuguesa... Mas o que é cozido à portuguesa?

    Braça (já disse que não sei o que é)
    Djack (este, outra vez?)

    ResponderEliminar
  7. De tudo quando fica dito (escrito), fica provocado que esse tal de Djack (quem será?) é, ainda muito jóvem para perceber esta mecânica do nosso cérebro que, pelos vistos, é como o Vinho do Porto: quando mais velho...!
    Daqui a 20 anos voltamos a falar, ó Djack!
    Mantenha (quem sabe o que é?)
    Zito - SOU EU!!!

    ResponderEliminar
  8. Bem, eu estou pensando depois de ver desfilar tanto arroz, tanto atum e tittu quanti !!!
    Como certas pessoas que não querem envelhecer não digo a minha idade para não cansar o meu cérebro. Adivinhem
    Braças (que eu dou)
    Mantenhas (que eu mando)
    Mi ê Mi

    ResponderEliminar