quarta-feira, 15 de abril de 2015

[8018] - ATERRAR EM QUEESTOWN, N. ZELÂNDIA...


Certamente que a perfuração de nuvens, observada em região de elevada
densidade montanhosa, como no caso em foco, só podia acontecer sob apoios
electrónicos (VOR), com radiais predefinidas na respectiva Carta de
aproximação do aeroporto a que a mesma respeita.  Os voos em tais condições
obedecem às regras IFR, voos por instrumentos (Instruments Flying Rulles);
contrariamente seria convite ao suicídio...



1 comentário: