quinta-feira, 23 de abril de 2015

[8054] - IGREJA VERSUS PATRIMÓNIO...

Igreja de Nhô Santo Amaro
O presidente do Instituto do Património Cultural acusa a Igreja Católica  de estar a destruir o património histórico de  Cabo Verde.  Isto a propósito demolição da Igreja de Nhô Santo Amaro Abade, no município do Tarrafal de Santiago.
Em declarações a RCV Humberto Lima diz o IPC não foi contactado sobre a demolição. Refere que este não é o primeiro caso e cita exemplos da Igreja de Nossa Senhora da Luz  em São Vicente , a igreja de São Domingos , capela de São Pedro na cidade da Praia ,para concluir que “A Igreja Católica está a abusar do seu poder de proprietária para destruir todo o património cultural e histórico de Cabo Verde “. O presidente do IPC mostra sua mágoa dando o seguinte exemplo “ enquanto nós fazemos escavações na  Cidade Velha encontrar vestígios da primeira  igrejas a Igreja Católica destrói as que existem “

Em relação  a Igreja do Tarrafal o IPC diz que  a Igreja não esperou pelo parecer técnico,  “ preferindo lapidar aquele que é considerado um dos patrimónios nacionais”

O Presidente do IPC garantiu que não se vai ficar pela denúncia. Quer , em primeiro lugar , saber o parecer do seu gabinete jurídico  sobre na lei do património de 1990  e depois agir em conformidade. Também decidiu pedir um encontro ao Cardeal  sentido de “ denunciar o acto e apelar pelo respeito ao património que é de todos os cabo-verdianos.” (in Expresso das Ilhas)

1 comentário:

  1. Procedimento de vândalos. Simplesmente.
    Qualquer construção ou demolição - em qualquer parte do planeta - tem de ser submetido prèviamante à apreciação de técnicos, nomeadamente os considerados monumentos ou referência. Mesmo as transformações devem ser seguidas devidamente para evitar barbaridades como a que fizeram com a igreja de N.S.da Luz em S.Vicente que não so descaracterizou o edificio como entrou por uma rua adentro.
    O acto foi muito comentado na altura e até apareceram defensores com comentàrios fora do contexto. Cito por exemplo o janota que afirmou "cosa bedje? Tude pa tchom".

    ResponderEliminar