domingo, 12 de abril de 2015

[7995] - K A U B E R D I... JAMAIS!!!


KAUBERDI...NUNCA!!!

Os "alupekistas" esquecem que, em 2013, o representante permanente de CABO VERDE nas Nações Unidas, António Pedro Monteiro Lima, endereçou uma carta a todos os Estados Membros da ONU e ao seu Secretário-Geral, em que esclarecia, de forma clara e, cremos, definitiva, que o nome oficial do país que representava era - e é! - REPUBLICA DE CABO VERDE...

POR FAVOR, CABO-VERDIANOS, NÃO INVENTEM NOMES PARA A VOSSA PÁTRIA!

4 comentários:

  1. O Cabo-verdeano tem a memória fértil sobretudo para brejeirice, apanágio do mnine d'SonCente mas, de certeza, ele nunca inventaria uma "porcaria" ou coisa parecida. Em matéria de gentílico a sua criação conhecida, aceite e constantemente utilizada é o tratamento dado aos irmãos de Saniclau que nunca se zangaram pois o rótulo é carinhoso. O mesmo não seria se aproveitassem da desgraça que que atingiu a ilha em tempos passados e os tratassem de "biafras". Isso nunca !!! Mnine d'SonCente ê busode pa diverti má nunca pa maldade ou burrice como é isso de "kauberdi" para a sua terra Cabo Verde.

    Ema Rodrigues

    ResponderEliminar
  2. Cabo Verde é um nome tão bonito de um arquipélago como sempre foi conhecido. Para mim Kaoberdi não existe, nem no crioulo de Santiago. José

    ResponderEliminar
  3. Escola Esgueira
    Por lapso apareceu escola esgueira da minha filha devido aos problemas informáticos
    José

    ResponderEliminar
  4. É sem dúvida nenhuma uma idiotice de um nacionalismo barato e parvo, esta vã tentativa de "Afrikanizason" do nosso país, por parte de um grupelho que por não ter nada que fazer neste país aonde falta de tudo, andam a brincar ao alupec, uma utopia criada pelo Sr Manuel Veiga que após ser nomeado Ministro de Cultura de CV, nada fez a não ser promover a sua própria agenda de "ofisializason di Kriolo". Este Sr, obtuso e oco, que é difícil de entender por ter uma dicção horrível, um vocabulário pobre em crioulo e que mal fala o português, e que foi por largos anos o Ministro de "kultura", tentou e tenta por imposição, nos brindar com esta porcaria do alupec,lançando todo o frágil sistema de ensino no caos e na confusão total, com frases bombásticas tais como "língu di tuga", "catchor di dos pê" etc etc..Uma parvoíce que nos há de custar muito caro caso esta onda de medíocridade não for devidamente contestada e anulada..."Kauberdi" não existe e nunca existiu...É uma invenção da parte daqueles que dizem ser os melhores filhos desta nação fundada na miscigenação de duas culturas distintas...Enfim uma babaquice para inflamar os ánimos já exaltados do grupinho de "patriotas tera tera" composto pelo Sr Manuel Veiga,Marciano Moreira, Mário Lúcio, José Maria Veiga e mais alguns iluminados essencialmente da Ilha de Santiago que querem lançar as sementes da discórdia entre os Cabo-Verdianos...

    ResponderEliminar