quinta-feira, 27 de agosto de 2015

[8421] - CABO VERDE - A TARTARUGA E A CURA DA LEPRA...

MATÉRIA PUBLICADA PELO
"PENSACOLA JOURNAL" - USA

Um historiador francês, acerca da alegada cura da tuberculose propalada pelo médico americano, Dr. F.F.Freadmann, chama a atenção para  o facto do uso terapêutico da tartaruga marinha não ser uma novidade recente.
Segundo ele, em 8 de Agosto de 1483, o Rei Louis XI, de França, enviou George, o grego, mestre naval, às ilhas de Cabo Verde, em busca de "coisas várias que possam servir o bem estar e a saúde da nossa pessoa". Os ilhéus de Cabo Verde tinham a reputação de conhecer a cura para a lepra, conforme relato conhecido em França pela voz de um viajante das costas da Guiné, dado a conhecer por altura em que a saúde do Rei Louis causava grande preocupação.
De acordo com o viajante a grande tartaruga marinha era capturada pelos cabo-verdianos quando, na maré baixa, elas subiam às praias para se alimentarem. Eram mortas de imediato e o seu sangue recolhido em granes bacias. Os leprosos banhavam-se nesse sangue e, em seguido, comiam a carne das tartarugas. Este tratamento era repetido ao longo dois anos, fundos os quais o doente era declarado como curado da terrível doença autofágica. Este relato, aliás, coincide com a ideia generalizada na época, de que Louis XI era leproso...
Na realidade, o assunto já por várias vezes havia sido ventilado e esta viagem a Cabo Verde, agora reportada pela primeira vez, parece conformar tal juizo, explicando o deplorável estado psicológico do rei, do seu humor doentío e o receio de ser visto pelas pessoas, males que o perseguiram nos seus últimos dias de vida e denunciavam a ideia de que, ele próprio, estava convencido de sofrer do mal da lepra...
Não teve, no entanto, oportunidade de se submeter ao tratamento cabo-verdiano pois acabou por morrer a 30 de Agosto de 1483, antes do regresso de George, o grego, da sua viagem a Cabo Verde!

- Colab. A.Mendes -

3 comentários:

  1. História interessante que eu não conhecia.

    ResponderEliminar
  2. Será que este "George o Grego".... É catatatatatara -bisa- avô de Jorge Grego?

    Prometo investigar.

    ResponderEliminar
  3. Já tinha lido sobre esta história nos anos 80 em França

    ResponderEliminar