sábado, 27 de fevereiro de 2016

[8953] - NOVOS SONS...


Bau, natural da Ilha de São Vicente, Cabo Verde, começou a aprender a tocar cavaquinho logo aos sete anos de idade, a partir da sua vontade autodidata, ao ponto de construir os seus próprios instrumentos: o cavaquinho, violino e a guitarra de dez cordas. E foi a partir destes instrumentos e do aprofundamento do seu som que o músico foi construindo o seu universo musical - primeiro ligado às raízes de Cabo Verde e depois transgredindo todas as fronteiras da sua terra natal. (in Meo-Music).
E, assim, graças ao Miguel, meu neto, temos novas sonoridades no AcA, com este extraordinário artista que começa, com Toy, por apresentar "Cape Verdian Melancholy" e, a seguir e da colectânea Inspiração, os temas "Filosofia" e "Fruto Proíbido"...Esperamos que gostem!

5 comentários:

  1. O Bau é bem vindo, Zito, pois é dos meus preferidos. Ele é magnífico.

    ResponderEliminar
  2. Fico satisfeito por ver e ouvir, que a minha prenda, já com alguns anos, diga-se! Está a ter o merecido destaque no teu blogue!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MAIS TARDE OU MAIS CEDO, AS COISAS ACONTECEM EMBORA POR VEZES, POR CAMINHOS ALTERNATIVOS... POR SER MAIS FÁCIL, ESTE SOM FOI PESCADO NO YOUTUBE...MAS A TUA PRENDA TEVE O SEU QUINHÃO DE INFLUÊNCIA...
      Braça
      Pai

      Eliminar
  3. Caso para dizer: Bau é Bom. Também muito visto a dar ao cavaquinho e à viola no Praia de Bote, assentou agora arraiais no Arrozcatum. Pelo que o novo slogan deste blogue será "Arrozcatum é Bau"...

    Braça bauzal,
    Djack

    ResponderEliminar
  4. O Bau é bem bom !!!
    Conheci o artista aquando da primeira digressão da Cesària por estes lados e fiquei cativo. Mais tarde, "ta esgrovetà", li o que dele disse um cronista especializado ser ele um dos maiores executantes actualmente do cavaquinho. Penso ser motivo de orgulho para nôs.
    Màs um muzguinha, Justine !!!

    ResponderEliminar