sábado, 16 de julho de 2016

[9459] - NHA TERRA...

Foto cedida por José F. Lopes

Mindelo dos meus amores,
De amigos e conhecidos
Onde, alegre, sem temores
Galguei anos bem vividos!

Aprendi a morabeza, 
Os truques de bói ladino,
E as mornas de B. Leza
Que escutava como a um hino!

Fiz a escola e o Liceu 
E, a acreditar no presente,
Sou grato a quem me deu
Este orgulho de ser gente!

QUELUZ, 16.JUL.2016
Zito Azevedo

3 comentários:

  1. Bela manifestação de reconhecimento de um menino frequentador assiduo dessa rua, nossa sala de visitas. Muitos nomes teve ela mas nunca deixou de ser a Rua de Lisboa, a que o povo aceitou e que lhe fica bem.

    ResponderEliminar
  2. Expressão sentida de uma relação de pertença que ficou para sempre. Ainda bem que existe a poesia. Belo, belo!

    ResponderEliminar