segunda-feira, 8 de agosto de 2016

[9540] - DJA BRAVA INQUIETA...

Portugal vai enviar para Cabo Verde dois especialistas em geofísica e geologia, para colaborarem com as autoridades locais, na definição de um plano para responder às possíveis consequências da atividade sísmica que se tem intensificado, na ilha Brava.

Os dois especialistas vão fazer parte de uma equipa de Avaliação e Coordenação das Nações Unidas (UNDAC) no terreno, tendo o envio desta equipa resultado de um pedido feito pelo governo de Cabo Verde ao Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UN/OCHA), para apoio a esta potencial crise sísmica.

A UN/OCHA decidiu enviar uma equipa e solicitou ao Centro de Coordenação de Respostas de Emergência [Emergency Response Coordination Centre (ERCC)], integrada no Mecanismo Europeu de Proteção Civil, o apoio de dois peritos nas áreas da geofísica e da geologia.

Segundo nota da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), o pedido foi encaminhado para todos os Estados-membros, tendo a escolha recaído nos peritos portugueses, no caso, o professor José Madeira, do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Rachid Omira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os dois especialistas têm partida marcada para hoje e para quinta-feira, dia 11 de agosto, com destino à Ilha Brava, estando previsto que a missão se prolongue por duas semanas.

Coube à ANPC, enquanto ponto focal nacional do ERCC, avaliar os pedidos de apoio e indicar os peritos a disponibilizar, assim como “agilizar todos os contactos de forma a projetar os peritos nacionais e a sua integração em equipas multinacionais”.(Observador)

Sem comentários:

Enviar um comentário