domingo, 14 de agosto de 2016

[9567] - AGRADECIMENTO...


Pedindo desculpas ao "Praia-de-Bote" pelo abuso da reprodução do seu retrato, "A Voz" encarrega-me de vir agradecer a homenagem, quase póstuma, de que foi alvo no Mindelo por iniciativa, certamente, de uma mão cheio de velhotes caquéticos mas de boa memória e algumas matronas de vista fraca mas bons ouvidos que despenderam uns trocados para pagar ao Michel de Nha Maninha pelo extraordiário trabalho pictórico mesmo desconfiando que terá sido grandemente ajudado por alguns físicos russos do ramo da electrónica óptica..."A Voz" acha que ficou um pouco inchado mas isso deve ter ficado a dever-se ao estrabismo congénito do Michel.

4 comentários:

  1. Uma gargalhada para assinalar a minha surpresa por este belo retrato que saiu das mãos do Michel de nha Maninha. Mais uma obra de arte! Parece que o gajo ainda anda no Praia de Bote exibir-se, mas só o poderei confirmar indo de novo até lá. O que sei é que ele foi ontem à noite corrido de Tomar porque, "trivid" e "basof" como é todo o "mnin de Soncent", o gajo andou a fazer olhinho a umas raparigas da terra mesmo na barba cara dos namorados, e estes não lhe deram chance. Teve de fugir a sete pés. Mas convenhamos que está genial esta obra do pintor Michel de nha Maninha e do historiador Jacques de Almada.

    ResponderEliminar
  2. Desse lugar à beira do mar e dessa gente que o frequenta temos sempre surpresas diversas. Quem por ali passou uma vez com ou sem contrabando, saiu sempre com lições aprendidas. Portanto não estou surpreendido mas rindo com mais esta descoberta encontrada (se calhar) num canto de um barco estrangeiro que pelo Porto Grande passou. SonCente um vez era sabemas ainda saboreamos restos dessas saburas que ficaram ali implantadas e que os meninos mufinos encontram nas suas esgrovetaduras".
    Esperemos calmamente o que mais que virà

    ResponderEliminar
  3. Vi agora a foto e só posso dizer que "a Voz" está com um estilo incrível. Voltasse ela ao éter e a Rádio São-Vicentina só teria a lucrar.

    Braça com botões, válvulas, antenas e até rádios de galena,
    Djack

    ResponderEliminar