quinta-feira, 18 de agosto de 2016

[9576] - AS OLIMPÍADAS DA DESILUSÃO...


Serão estas Olimpíadas do Rio as da nossa desilusão? Até ao momento, apenas se conseguiu uma medalha de bronze e, mesmo essa, em condições de quase limite; quanto ao resto, as esperanças têm-se esfumados, umas atrás das outras, numa sucessão de aparentes insucessos que começaram com o futebol e, depois, passaram pelo ciclismo, pela maratona, pelo ténis (de campo e de mesa), pelo remo, pela vela, pelo triplo salto e até pelas artes marciais e outras disciplinas... Convém, no entanto, não perder de vista o facto de, em muitas provas, os atletas lusos terem atingido as fases finais, em que está presente, apenas, a nata dos especialistas de cada modalidade. Significa isto que, um pequeno país de cerca de dez  milhões de habitantes - talvez mais - consegue lutar ombro a ombro com representantes de outras paragens onde a massa humana e a respectiva amplitude do campo de recrutamento é dezenas de vezes maior a começar, por exemplo, pelo país organizador dos Jogos.
Ainda restam algumas esperanças em disciplinas como o remo e o hipismo, modalidades em que, mais uma vez, os nossos atletas conseguiram passar às finais pelo que, mesmo que não cheguem aos pódios, podem orgulhar-se de se ter batido ao lado dos seis, oito ou dez melhores do Mundo na sua especialidade... Não se deve, sequer, exigir-lhes mais pois todos temos que ter em mente que estes homens e mulheres que estão no Rio a representar Portugal não regateiam esforços para conseguirem o melhor para si e para o país que orgulhosamente representam!

Sem comentários:

Enviar um comentário