domingo, 28 de agosto de 2016

[9612] - PRESENÇA LUSA NA MALÁSIA...


Uma das coisas que eu acho mais interessante de aprender em uma viagem é a história dos lugares por onde eu passo. Por mais que a gente estude a vida inteira, é muito diferente ver a história sendo contada por prédios, monumentos e museus, no lugar das páginas de um livro.
Foi só viajando que eu entendi, por exemplo, a extensão do Império Português e como eles realmente influenciaram muitas culturas além da nossa, na época das grandes navegações. Saber eu sabia, mas entender e sentir isso, foi apenas quando eu pisei em lugares como Cape Town, Goa e Malaca.
A influência portuguesa é tão grande que encontramos pastéis de Belém à venda nos mercados de rua de Kuala Lumpur
Há mais ou menos 500 anos, os portugueses zarparam de Goa com cerca 1200 homens e 17 navios com o objectivo de conquistar um ponto estratégico na Península Malaia, de onde eles poderiam continuar sua expansão pelas Índias Orientais. Por ali, eles construíram fortes e igrejas, espalharam sua língua e sua cultura, expulsaram uns sultões e, mais tarde, foram expulsos por jesuítas holandeses.
Muitos anos se passaram e hoje, a pequena cidade portuária de Malaca (em malaio, Melaka) é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO e a Cidade da Cultura e Herança Colonial da Malásia. As heranças, tanto da era portuguesa, quanto da holandesa, são visíveis a cada esquina.
(Natalia Becattini)

Museu Marítimo de Malaca

Read more http://www.360meridianos.com/2012/04/malaca-heranca-portuguesa-malasia.html#ixzz4IcKLsAgt

N.E. - Completam-se, hoje, 505 anos sobre a data em que os portugueses conquistaram
Malaca, em 28 de Agosto de 1511.

1 comentário:

  1. E assim uma nação pequenina fez história por longínquas paragens do planeta.

    ResponderEliminar