sábado, 27 de agosto de 2016

[9611] - AS CAGARRAS ...

      Foto - ANTLEWI S/FLICKR.

Nos arquipélagos portugueses (Madeira e Açores) encontram-se a maior concentração mundial de cagarras, espécie que se encontra em regressão a nível mundial devido à vulnerabilidade que apresenta e à presença de predadores terrestres e à actividade humana. Por esse facto foi necessário proceder por via da lei à protecção desta ave marinha com leis nacionais e internacionais, que impedem a sua captura, detenção ou abate, assim como a destruição ou danificação do seu habitat.

Trata-se da ave marinha mais abundante nos Açores, região a que regressa todos os anos em Março para acasalar e nidificar.

Todos os anos as cagarras regressam à mesma ilha e ao mesmo ninho onde se reproduziram pela primeira vez. O parceiro é sempre o mesmo todos os anos e os rituais de reconhecimento e acasalamento são complexos. As crias nascem em Maio e em Outubro abandonam os ninhos rumo ao mar. Só regressam para se reproduzir passados 5 anos.

A cagarra alimenta-se, muitas vezes, em simultâneo com tunídeos ou golfinhos, já que estas espécies fazem com que os animais de que se alimentam, nomeadamente peixe, lulas e crustáceos, se aproximem da superfície.


Trata-se de uma ave adaptada à vida em alto mar e que pode viver até 40 anos. (Wikipedia)

2 comentários:

  1. Nidificam também nas ilhas de Cabo Verde.

    ResponderEliminar
  2. EXACTO, TAL COMO NAS BERLENGAS E, QUIÇÁ, NOUTRAS PARAGENS...

    ResponderEliminar