terça-feira, 13 de setembro de 2016

[9670] - FAIR PLAY...


No passado Domingo jogou-se a final do Open de Ténis dos Estados Unidos, entre o suíço Stan Wawrinka e o sérvio Novak Djokovic... Neste duelo entre o 3º e o 1º do "ranking" mundial acabou por vencer o suiço por 3-1...
Nada haveria de especial sobre este desfecho, até porque, em desporto, ser Nº 1 não significa ser invencivel, não fora o caso de Djokovic ter jogado em nítida inferioridade física ao ponto de ter sido assistido por mais de uma vez a um problema num dos dedos do pé que o levava até a coxear no fim de alguns parciais...
No fim do encontro, nenhum dos contendores se referiu ao pormenor, que poderá ou não ter sido determinante no desfecho do jogo mas, os silêncios dos dois tenistas parece-me que encerram análises díspares. Se, no que concerne a Wawrinka, a referência ao sofrimento do seu adversário poderia fazer diminuír o valimento do seu triunfo e, por isso, ele nada disse, no que se refere a Djokovic o facto poderia jogar a seu favor semeando a duvida sobre o que poderia ter acontecido se ele estivesse a 100%...Todavia, o tenista sérvio nada disse dando, assim, uma lição de "fair play" e de honestidade mental o que, nos dias que correm, não é nada habitual... Novak demonstrou, com esta pequena (?) omissão, ser um campeão de uma dimensão invulgar...Honra lhe seja feita!

Sem comentários:

Enviar um comentário