sábado, 7 de janeiro de 2017

«10001» UMA LÁGRIMA DE EMOÇÃO...




Meus amigos, os milhares de visualizações dos últimos "posts" e as dezenas de mensagens que aqui deixaram, falam de uma "morabeza" que, apesar de tudo, prevalece no relacionamento de muito boa gente, ainda, mau grado a selva de individualismo em que este nosso Mundo ameaça transformar-se...
Isso foi uma importante alavanca neste doloroso percurso a que "erros meus, má fortuna" e a vontade de algo maior me trouxeram...Estou grato a todos vós!
 Alguns dos males que me afligiram, como a pneumonia, estão em vias de completa resolução, mas não escapei, entretanto, a uma insuficiência renal e, claro, a DPOC e o enfisema, esses, serão meus companheiros de purgatório, até ao fim...
Mas, nada acaba a meio e o diagnóstico final da biópsia a que, semanas atrás me submeti, acaba de ditar a sua setença final: NEOPLASIA!
Agora, meus amigos, que a minha vida deixou de ser só minha, vou-me confortando com a Fé em Deus e com a ciência dos homens!
Não sei como será o meu relacionamento futuro com este cantinho, que tanto prezo... Isso já pertence, também, a outras vontades a que os meus desejos são imunes...
TER-VOS-EI, SEMPRE, EM MEU CORAÇÃO!
Z I T O



25 comentários:

  1. Palavra simples, curta e de amizade (mas também de esperança), oriunda da terra que muito amamos: BRAÇA!

    O amigo,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Depois de quase um mês, enfim temos um Post assinado das mãos do amigo Zito. É importante saber que está-se recompondo de uma parte dos problemas, embora tenha surgido outras complicações. A vida é uma luta constante contra as adversidades que vão surgindo. Por isso Força.
    O que desejo é que esta situação seja ultrapssada da melhor forma e que Zito regresse em pleno ao nosso convívo. Importante é tratar-se bem. Sinceras melhoras e rápida recuperação. José

    ResponderEliminar
  3. Não posso levar-te remédio para o mal que te apoquenta nem poderei estar ao teu lado sussurrando palavras "sabinhas" como se estivesses na tua terra de adopção mas quero que saibas que, como os companheiros, estou contigo enquanto não saíres desse lugar que não é teu.
    Por isso, cada dia elevarei ao Céu uma prece sisudinha para te ajudar a aliviar a dor. Força !!!
    Braça pertod.

    ResponderEliminar
  4. Querido amigo,
    Cá estaremos mesmo que seja para comentar no mesmo post e deixar um alô e olá.
    Continuaremos aqui até o último grão de arroz no fundo da panela.Até as raspa do tacho das nossaa singelas vida.
    Lembre-se que o tempo é senhor de todas as coisas e não é regulado por nossa vontade ou probabilidade de um diagnóstico. Ja enfrentei um cancer e rescindiva e ademais,somos ousados e insistiremos em viver.
    Conforto para familia e tenacidade para enfrentar o tratamento.
    Aqui sempre a catucar a panela do arroz deixomeu abraço e minhas orações.

    ResponderEliminar
  5. Amigo Zito, seja em que circunstâncias se encontre neste momento, a sua vinda hoje, aqui, ao nosso ARROZCATUM, é a prova mais evidente da sua fortaleza de ânimo e da sua vontade de iniciar os tratamentos médicos que se impõem para a recuperação ou o controlo da sua saúde. O diagnóstico de neoplasia não tem hoje o mesmo significado atemorizante de outrora. Tal como a nossa Nouredini confessa, ela própria já passou por uma situação similar, assim como tantas outras pessoas na actualidade, que prosseguem as suas vidas normalizadas após os tratamentos e os cuidados de controlo subsequentes. De resto, o experiente e emérito cirurgião Dr. Eduardo Barroso, o sportinguista ferrenho que todos conhecemos, dizia há anos que ninguém pode gabar-se de ter boa saúde porque ela é das coisas mais precárias. E adiantava que, por isso mesmo, temos de estar sempre preparados para o inesperado e para fazer o que tiver de ser, porque a ciência hoje em dia tem meios de tratamento e cura sem precedentes.
    Portanto, Amigo, sabendo que a bravura do seu carácter está ao nível do seu coração generoso, quero crer, quero mesmo crer, que este post não é um aceno isolado, seguir-se-ão outros mais nos próximos dias, mesmo que ainda em pijama no hospital. Depois, vamos conversando todos uns com os outros, como costumamos fazer...

    ResponderEliminar
  6. Obrigados, amigos...As vossas palavras ajudam a cimentar a minha tenacidade e firme convicção de que vou conseguir pular mais esta barreira... Sempre que a oportunidade a isso convide, aqui estarei, pois o que muito me custaria seria quebrar este vínculo de fraterna convivência cultivado na encruzilhada de vidas várias mas de fundamento singular: o carinho por sítios e gentes que nos são queridos, em Cabo Verde, S.Vicente, Mindelo...nôs terra!
    Um braça, ou um abraço, tanto faz!
    Zito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia,

      Na Bahia faz um sol escaldante e um céu de azul intenso. Ontem ao falar com minha, que se encontra na Espanha, tamanha é a minha consideração por vc, ela me perguntou: - maë a senhora quer viajar a Portugal para visitar Zito, damos um jeito, juntamos nossas milhas e economias. Vc é muito querido amigo e muito presente. Não é uma miragem virtua. Faz parte das nossas vidas de forma diária e continua.
      Sei que está cercado de cuidados, amor e carinho da familia e dos amigos mais próximos e a nós, fisicamente distantes, coube guardar e zelar por este espaço coletivo.
      Diariamente passaremos aqui. Colocaremos um tiquinho de água se a panela estiver secando e tiquinho de tempero dengoso nos dias mais insossos. No dia que puderes e sstiver mais disposto nos dará um olá e nos festejaremos. Se sumir somaremos preces até que reapareça.
      Receba nosso carinho e que abraça toda familia.
      Com fé e carinho.
      Nouredini

      Eliminar
  7. Obrigada Zito pela força da luz da tua estrela que te tem acompanhado. Simplesmente inspirador. Abraços

    ResponderEliminar
  8. Olá amigo Zito

    Nouredini me avisou que havia aqui palavras escritas pelo Zito - que viesse ver. Vim e aqui estou contente por constatar que é verdade.
    É meu hábito dizer aquele pensamento "Alma até Almeida" Pois hoje aqui o repito e dirijo ao nosso amigo, que não pode deixar-se abater. Já ultrapassou um obstáculo, a pneumonia, que todos sabemos ser um caso de bastante gravidade.Pois essa maleita já foi derrotada, e
    o vencedor tem mais batalhas a vencer. Não pode soçobrar, não deixamos.
    A palavra Neoplasia nem sempre indica um caso maligno, portanto nada de desânimo. Os Srs. de bata branca e os medicamentos vão actuar. E o Zito vai ajudar cumprindo com a medicação, e pensando positivo. Não se másse a responder, descanse o necessário.
    Abraço forte.
    Beijinhos a D.Mayuca.

    ResponderEliminar
  9. Caro Zito,
    Continuaremos todos nesta corrente de apoio! Muita força!

    ResponderEliminar
  10. E eu já escrevi às direcções do Mindelense, do Derby, do Castilho, do Amarante e do Micá para enviarem a Queluz os seus pontas-de-lança para darem uma ajuda com valentes pontapés nessa estúpida Plasia que ainda por cima é Neo. Com a influência que tenho no futebol de São Vicente, é coisa garantida. Espero que o Zito tenha camas para todos...

    Braça com Goooooooooooooooolo na Plasia.
    Djack

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta PLASIA é como o Mindelense - muito forte no ataque... Mas "nós" temos a nosso favor uma defesa tenaz, capaz de comer a relva deste imenso anfiteatro onde se desenrola o drama da nossa vida...A finalidade é que se mantenha inviolável a baliza da nossa esperança e que o nosso ataque consiga o tento que nos levará à vitória!
      Obrigado pela convocatória...
      Braçona!
      Zito

      Eliminar
  11. Boa tarde amigos,

    Amigo Zito esta é a minha passada costumeira para vigiar a panela do arroz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "arroz" esteve quase queimando mas com a ajuda dos "bombeiros da amizade" esse perigo, de momento, passou.
      Devo-lhe uma palavra de gratidão pelo seu constante cuidado...Bem haja!
      Com muito afecto,
      ito

      Eliminar
  12. Olá, Zito! Estou como a vigilante e fiel Nouredini. Vigiando o lume da panela e dando umas sopradelas em direcção ao carvão de "Cardiff" que está sob a panela. Ele tem de se manter vivo para pormos o arrozcatum na mesa o mais depressa possível.
    Nouredini, para que saiba, o carvão de Cardiff era um dos que antigamente utilizávamos nas cozinhas. O outro era de Newcastle. Como o porto era carvoeiro, esses carvões eram produto de consumo corrente e ao alcance de todos. O preferido era o de Cardiff porque o outro fazia mais fumo.

    ResponderEliminar
  13. Faço uma das duas visitas diàrias e constato a esperança de todos os companheiros à volta da panela. Claro, isso implica as melhoras do seu "chefe" para que o arroz fique "czito", perdão, cozido.
    Mantenha

    ResponderEliminar
  14. Claro que o "ar" não abunda, mas sempre se vai arranjando algum para manter o "fogo" vivo...E, claro, contando sempre com a vossa vigilância...Obrigado!
    Abraços fraternos,
    Zito

    ResponderEliminar
  15. Obrigada a todos que revezam a vigília da panela. Apesar de dizerem que panela que muitos mexem acaba por desandar, não é este o caso!
    Mendes nos mantém informados via e-mail e o Valdemar promete incrementar o arroz com lembranças da juventude. Já o Adriano trará toda sorte de carvão e Djack nos conta causos; Dilita está a bordar toalha nova para comemoração e Ondina fará belos versos e ao José cabe noticiar em Cabo Verde.
    Assim vamos mantendo o fogo vivo e nosso amigo por perto.
    Saúde e força, grande Zito.

    ResponderEliminar
  16. CREIO QUE VOU HOJE PARA CASA...DEPOIS CONFIRMAREI.
    BRAÇAS
    ZITO

    ResponderEliminar
  17. Grão a grão, posta a posta este poste... já ganhou 22 strela mitchelhinho!

    Força na caldeira!

    ResponderEliminar
  18. Li agora que o Zito vai abandonar o hotel. Embora segundo parece estivesse a ter tratamento VIP, em casa estará muito melhor, obviamente. Portanto...

    ZITO PARA CASA!!!
    ZITO PARA CASA!!!
    ZITO PARA CASA!!!

    Braça doméstico,
    Djack

    ResponderEliminar
  19. AFINAL, JÁ SÓ VOU AMANHÃ...
    Braças
    Zito

    ResponderEliminar