terça-feira, 6 de março de 2018

[10043] - DEVOLVAM A BOLA



Este futebol luso, que se tornou numa lavandaria atolada de roupa suja, onde o futebol que se pratica dentro das quatro linhas, as belas jogadas e belas defesas, ficam para segundo ou terceiro plano, nos incontáveis programas de televisão e até nos jornais desportivos.

Parece que agora o que conta, é mesmo o que menos deveria contar: o árbitro, e o milímetro em fora de jogo, e a intensidade do toque, etc… surgiram imensos especialistas na matéria, com a vantagem de termos sempre e invariavelmente, pelo menos, duas versões do mesmo lance. (Não há pachorra para tanto disparate!)

Como consultor de marketing, fico arrepiado ao ver os próprios agentes de uma indústria de muitos milhares de milhões de euros, maltratarem o produto que deviam preservar e promover. É um corrupio de comentadores que em frente das camaras sensacionalistas dos múltiplos canais que deveriam ser de notícias, pouco parecem interessados nos valores do desporto rei, mas sim em encontrar a melhor forma de espezinhar o parceiro de outra cor clubística. Isto perante uma audiência sedenta de sangue e cada vez mais com a vista turvada pelas cores que dizem defender. (Eu já não gasto nem um minuto com esse espetáculo degradante!)

Tudo começa nas cúpulas dos principais clubes portugueses, onde reinam autênticos oligarcas, que se fazem secundar por um séquito de seguidistas acéfalos e onde se congeminam as “melhores” práticas, para eliminar a concorrência, e onde parece que vale tudo!

Não ponho de parte, absolutamente nenhum alto responsável de nenhum dos três chamados grandes (S.L. Benfica, F.C. Porto e Sporting C.P.), e poderia juntar aqui muitos outros.

Que se prenda quem prevaricou, que se castigue quem não cumpriu as regras… mas calem-me essa malta toda, e devolvam-nos o FUTEBOL!

Sem comentários:

Enviar um comentário