quarta-feira, 21 de março de 2018

[10049] - MUNDO ANIMAL

SUDAN - O ÚLTIMO MACHO DE UMA ESPÉCIE
A forma como tratamos o nosso planeta e as espécies que connosco coabitam, dizem muito sobre nós, e não é nada de bom!
Por crendices e ganância, esta espécie, foi perseguida até à exaustão. Só restavam Sudan e duas fêmeas descendentes. 
Sudan encontrava-se bastante doente e debilitado, tendo o seu estado piorado nas ultimas semanas, já em grande sofrimento, a equipa de tratadores decidiu-se pela solução da eutanásia.
E assim desapareceu o último rinoceronte-branco-do-norte macho, tinha 45 anos e desde 2009, vivia na reserva Ol Pejeta Conservancy, no Quénia.
Restam agora as duas fêmeas, Najin, de 27 anos e Fatu, de 17, mas sem machos disponíveis, é fácil ver o destino próximo desta espécie.



Sem comentários:

Enviar um comentário