quinta-feira, 3 de julho de 2014

[7112] - PETISCOS...

A MOREIA
 


Numa esplanada do Algarve, li, esta tarde, uma informação gastronómica sobre a moreia. Começava por dizer que a moreia é um peixe saboroso não obstante o seu aspecto pouco atraente. Depois acrescentava que a tendência comum em Portugal é cortar a moreia em pedaços pequenos para engrossar as misturas de peixe próprias para a típica caldeirada, mas que é um erro porque esse peixe só é saboroso quando frito. Na verdade, quando cozida a moreia torna-se um peixe algo incaracterístico, de carne mole e sem sabor. Mas a moreia seca, como é também usada no Algarve e no litoral alentejano, deve preservar o seu sabor. Mas como nunca a consumi desta maneira não posso confirmar.
A informação dizia também que a moreia frita é praticamente só utilizada pelos alentejanos da zona noroeste da província, pelos cabo-verdianos e pelos açorianos.
E apresentava esta receita da moreia frita:
Escolher uma moreia nem muito grande nem muito pequena, porque a primeira é gorda demais e na segunda sobressaem as espinhas. Abri-la ao meio e no sentido da espinha dorsal e cortá-la em postas.
Deixá-la a marinar em vinho branco, pimenta branca (de preferência fresca) e sal.
Passar as postas por farinha de milho antes de fritar em óleo bem quente.
Acompanhar com arroz de tomate.
Acrescento que em Cabo Verde a moreia frita é uma “bafa” (aperitivo, entrada) muito comum a acompanhar a cerveja e o grogue (aguardente de cana).
 
Algarve, 2 de Julho de 2014
Adriano Miranda Lima

Sem comentários:

Enviar um comentário