terça-feira, 7 de outubro de 2014

[7502] - O ÉBOLA À NOSSA PORTA...


Já chegou a Madrid e os espanhóis que, nessas coisas da responsabilização são muito parecidos connosco, já exigem a demissão da Ministra da Saúde, do Primeiro Ministro e, em breve, a renúncia do Rei...Claro que nada disso vai restituir a saúde à pobre da auxiliar de Enfermagem que teve o azar (ou incúria?...) de apanhar a virulenta peçonha...
A verdade é que o "Ébola" está à nossa porta e, por isso, vamos deixar aqui alguma informação que reputamos importante...

Os primeiros sintomas do Ebola são febre, dor de cabeça, mal-estar geral e cansaço e, por isso esta doença pode ser facilmente confundida com uma simples gripe ou resfriado.

Após 1 semana de desenvolvimento da doença surgem outros sintomas de contaminação com o vírus Ebola, como:

Enjôo;
Dor de garganta;
Tosse;
Vômito frequente, que pode conter sangue;
Diarréia frequente,que pode conter sangue;
Hemorragia interna, que se manifesta através de sangramentos nos olhos, nariz, gengiva, ouvido e partes íntimas.
Na fase mais grave da doença podem aparecer manchas e bolhas de sangue na pele, em vários locais do corpo.

Quando existe suspeita de infecção pelo Ebola, o indivíduo deve mantido sob observação e a sua temperatura corporal deve ser avaliada, no mínimo, 4 vezes por dia, durante 21 dias. Se nesse período apresentar febre superior a 38,3º, deve-se realizar testes para confirmar a infecção pelo Ebola

Transmissão do vírus Ebola

O Ebola é uma doença altamente contagiosa que é transmitida pelo contacto com o sangue, urina, fezes, vômito, sêmen e fluidos vaginais de pessoas contaminadas, objetos contaminados, como roupas do doente, e pelo consumo, manipulação ou contato com fluidos de animais doentes.

Ebola tem cura?

O ebola é uma doença grave, porém, nem todos os pacientes morrem.

O tratamento do vírus Ebola deve ser feito com isolamento no hospital e, normalmente, consiste em aliviar os sintomas do paciente, através do uso de remédios para febre, vômitos e dores.

Apesar de ser uma doença grave, com alta taxa de mortalidade, existem pacientes que foram contaminados com Ebola e que ficaram curados, tornando-se imunes ao vírus Ebola.​ Entretanto ainda não se sabe exatamente como é que isto acontece.

Sem comentários:

Enviar um comentário