quarta-feira, 5 de novembro de 2014

[7591] - ESPANHA ALTERA PROCESSOS...


Espanha vai deixar de prestar apoio ao Orçamento de Estado de Cabo Verde, embora pretenda retomar a ajuda ao arquipélago num novo formato a partir de 2015, informou, na cidade da Praia, o novo embaixador de Espanha em Cabo Verde, Luís Calvo.

No final de uma audiência com o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, o embaixador disse que o novo formato, ao contrário do anterior, que foi interrompido este ano, será efectuado através de empresas e de instituições europeias.
“Este novo formato de cooperação é mais eficaz, uma vez que existem empresas em Espanha interessadas em investir em Cabo Verde e isso pode ser muito bom para ambas as partes”, declarou Luís Calvo.
No passado mês de Outubro, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) concedeu um empréstimo de 15 milhões de euros a Cabo Verde, visando o financiamento de programas do Governo e de promoção do investimento. Na mesma ocasião, os responsáveis do BAD aproveitaram para recomendar o fim dos empréstimos em condições favoráveis ao arquipélago, pedindo ao Executivo que comece a procurar, com maior frequência, empréstimos comerciais. (in PINN)

Sugerido por Valdemar Pereira

2 comentários:

  1. Dura realidade é o fim da ajuda directa aos países, com excepção talvez da China, mas..... Hoje quem quer dinheiro terá que ir comprá-lo ao 'mercado' à taxa de juro que a 'canela' lhe proporcionar. Cabo Verde não se pode queixar da solidariedade. Foram 40 anos a verter dinheiro no país. de todos os lados.

    ResponderEliminar
  2. Eu ontem disse num mail que a UE é chão que já deu uva. É a Espanha e outros virão.

    ResponderEliminar