sexta-feira, 14 de novembro de 2014

[7620] - O SUMO DE FRUTAS...



Quando, naquela manhã de sábado, Manuel M. atendeu o telefone e reconheceu a voz do outro lado da linha, pensou com os seus botões: "Aí vem chatice..."
Era a mulher do capitão Nobre, que queria lhe fosse recomendado um sumo de frutas para o lanche do aniversário do seu filho Edgar...Manuel, começou por lhe recomendar o sumo da Compal e o sumo da Sumol, mas a exigente senhora recusou, sob  a alegação de que eram muito doces e isso fazia mal aos miúdos!
Então, Manuel aventou a hipótese da Larangina C, mas a mãezinha do Edgar barafustou que isso tinha gás a mais, o que iria enfartar as crianças!
Já quase em desespero, Manuel lembrou o sumo Libby's mas, do outro lado da linha uma voz já esganiçada, garantia que nem pensar, pois tinha um gosto esquisito a laranjas amargas!
Com o suor já a pingar-lhe da ponta do nariz, Manuel ofereceu vender-lhe a preço de custo o sumo concentrado Sunquick, que era só misturar com água e cada garrafa dava para 20 copos mas, irredutível, a sua interlocutora argumentou que isso dava um trabalhão e era pouco cómodo...
Fazendo um esforço enorme para manter a compostura, mas já farto da prepotência da esposa do capitão, Manuel comentou que haveria uma ultima hipótese mas que seria um pouco difícil de concretizar...
- Qual é, senhor Manuel? Qual é o sumo?
Serenamente, Manuel respondeu:
- É o Sumo Pontífice, minha senhora!...
Manuel jura que, antes de desligar, ouviu do outro lado da linha um sonoro palavrão!

N.R. - Esta é a versão livre de uma história verídica, em que foi protagonista o Manuel Marques da Silva - Manél de Nhô César - então gerente da empresa J.B.C., na cidade da Praia...
"Desculpa lá, ó Manél, mas não consegui resistir. Um abraço amigo!"

11 comentários:

  1. Bem divertida a história que, apesar de se passar na Praia, é muito mais ao estilo do Mindelo. Quanto à senhora, pelos vistos e apesar de chata era uma modernaça, fazendo encomendas pelo telefone (antecipando o sistema de encomendas ao domicílio do Jumbo), em vez de enviar à loja o impedido do marido.

    Braça sumarenta,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Quanto à JBC, aqui vai uma notícia de 2010.
    Grande longevidade... que decerto se deve à qualidade dos que a comandaram ao longo dos anos.

    http://noticias.sapo.cv/info/artigo/1048407.html

    Braça comercial,
    Djack

    ResponderEliminar
  3. Manuel Marques da Silva - Manél de Nhô César um verdadeiro busod de Soncent. Lá consegui safar-se com a hiostória do Sumo Pontífice

    ResponderEliminar
  4. Não há dúvida de que o Manel é mesmo um mnin busod de Soncent. Nas minhas visitas a Cabo Verde em 2002 e 2003, ouvia-o com muito gosto sempre que nos cruzávamos na Praça Nova. Ele tem um grande reportório e não olha para o relógio. Esta história é daquelas que merecem ser contadas regularmente.

    ResponderEliminar
  5. O Manel tem muita imaginação e sabe até conceber preciosidades como essas. Ele tanto pode criar como interpretar. Naturalmente.
    O que muitos não sabem é que, por volta dos seus 8 anos de idade, ele participou no espectáculo da célebre "Troupe Cénica Tropical" (mais conhecida por TCT) como cantor-sapateador. Mas... nunca mais ! Talvez pelo seu jeito de brincar não levou isso dos teatros a sério, ficando pelo caminho enquanto outros como Chiquinho Martins, Funfa e Kip's foram aparecendo nas verbenas do Mota Carmo.
    Todos nós passamos pelas fases de menino fulano, depois senhor fulano. Mas o Manel não foi assim. Imaginem que ele já é bisavô e não passou ainda de "Manel de Nhô Césa". E ele e os seus amigos (e são tantos !!!) acham piada !!!
    Braça pertode, Manel !!!
    V/

    P.S. - "A César o que é de César e a Manel o que é de Manel". Essa de ser "Manel de Nho Césa" foi ele próprio que me contou.

    ResponderEliminar
  6. Val, obrigado pelo, como sempre, esclarecedor comentário..Do Manel sapateador não me lembro, mas do Djosa (seu irmão) sapateador, recordo-me muito bem...E tambem era um bom baterista, como o irmão Lulu era um belo tocador de acordeão e Tony um excelente pianista. Aliás, o Djosa tambem se safava muito bem ao piano...E eram, todos, eles, piadistas expontâneos! Paz às almas de Lulu (vitima de 77) e Djosa, dois bons amigos!

    ResponderEliminar
  7. Repito:

    Quanto à JBC, aqui vai uma notícia de 2010.
    Grande longevidade... que decerto se deve à qualidade dos que a comandaram ao longo dos anos.

    http://noticias.sapo.cv/info/artigo/1048407.html

    Braça comercial,
    Djack

    ResponderEliminar
  8. O.K.,Djack, já fui ao Sapo CV, mas a minha relação com a JBC é, evidentemente, mindelense...Aliás, a JBC acabou por se instalar em regime definitivo na Rua de Senador, no Edificio Broadway, onde o Rádio Clube Mindelo teve as suas primeiras instalações, antes de mudar para a Rua de Lisboa...Conheci muito bem o João Benoliel de Carvalho e o Carlos Whanon, pai da Simy com quem o Manel haveria de casar e, infelizmente, já falecida...Era boa gente, de fino trato, empreendedores e comeciantes sagazes, ou não fossem judeus...Era na JBC que eu coistumava abastecer-me de chocolates Cadbury's...Eu, o Cirilo e outros vendedores ambulantes, como o Potatoes...A tambem havia o "Aero", cheio de buraquinhos que até parecia um queijo suiço...Bons tempos!
    Braça achocolatado,
    Zito

    ResponderEliminar
  9. Zito, o Manel está casado em segundas núpcias? É que a mulher dele que conheço estava viva em 2003. Sim, deve ser segundas núpcias porque essa era bem mais nova que ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por estranho que isso possa parecer, não faço a mínima...Mas, se estiver, só poderá ser 2ª ou 3ª...

      Eliminar