sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

, [7587] - ...E, Á TERCEIRA VEZ, ACONTECEU...

Pelas 09,30 Hrs., D.Maria do Carmo, pela terceira vez em dez dias, desceu ao Bloco Operatório do Serviço de Ortopedia do Hospital Dr. Fernando da Fonseca, vulgo, Amadora-Sintra e, à 10,45 Hrs. ainda não tinha sido recambiada...o que era um bom sinal...
Cerca das 13,00 Hrs.  fomos, finalmente confortados com a notícia de que a operação tinha sido levado a cabo com êxito...Neste momento, às 14,15 Hrs. soubemos que já se encontra nos Cuidados Intermédios pelo que, mais logo, depois da 16,00 Hrs. já poderá ser visitada por um pessoa de cada vez...~
Finalmente, e ao fim de uma penosa peregrinação de ONZE DIAS pelo purgatório da Saúde (!) Nacional, a D. Maria do Carmo parece ter sido bafejada pelos ventos da fortuna e, se os deuses continuarem favoráveis,  lá para terça-feira da semana que vem estará de regresso ao lar para um Santo Natal no seio da família...
Desejo, neste momento, endereçar um agradecimento muito profundo a todos quantos, aqui e pelo telefone, manifestaram a sua solidariedade e transmitiram os seus votos de restabelecimento...Sabe bem, muito bem, mesmo, a gente sentir o carinho e o apoio de gente boa que, por isso mesmo, continuará a ocupar um lugar de gratidão muito especial no nosso coração!
O mundo é, sem dúvida, um lugar bem melhor porque vocês, nossas amigas e nossos amigos, existem! Que Deus vos guarde e proteja!

10 comentários:

  1. Que na data prevista regresse ao lar, e que as melhoras sejam continuas, e rápidamente usufrua de melhor saude.
    Que tudo aconteça como a D. Carmo e toda a familia desejam.
    Zito, um abraço com desejos de coragem e boa esperança.
    Dilita

    ResponderEliminar
  2. Finalmente foram precisos muita paciência e sangue frio para aguentar uma saga de 11 dias, mas já está feita a operação, graças a Deus. Votos de um rápido recuperação e de um Natal bem merecido e em família. Abraço

    ResponderEliminar
  3. Com votos de melhores dias, deixo aqui meu abraço fraterno para a famíia

    ResponderEliminar
  4. HOSSANA !!!
    Finamente. Que continue a melhorar e que retome depressa o ritmo.
    Coragem e paciência.
    Braças e mantenhas

    ResponderEliminar
  5. Não sou católico nem professo qualquer outro credo, mas apetece-me dizer: "Graças a Deus!" Agora, que a dona Maiúca recupere depressa para que possa desfrutar tranquilamente o Natal no seu lar familiar, rodeada dos que lhe são queridos.
    Ainda a propósito daquela expressão de índole religiosa, apetece-me acrescentar mais alguma coisinha. Como sou militar, convivi sempre com capelães militares (padres ao serviço das forças armadas) e conheci muitos. Uns da melhor cepa cepa humana e outros nem por isso, alguns até a deixar muito a desejar. Mas o último com que lidei deixou-me as mais gratas impressões e lembranças. Fazia verdadeiro jus ao seu múnus. Com frequência abria mão do seu soldo para acudir a problemas pessoais e familiares de soldados. Não fazia alarde disso, e eu só vim a saber por mero acaso. O seu rosto era a mais límpida transparência da sua alma e do seu coração. Direi que era (e é) um sacerdote à imagem do Papa Francisco. Pois, essa expressão “Graças a Deus” saía-lhe espontaneamente quando tomava conhecimento de uma notícia positiva, que para ele era a boa resolução dos problemas alheios. Os problemas dos outros passavam a ser dele e vivia-os intensamente enquanto não os sabia resolvidos. Apercebi-me de que quando dizia “Graças a Deus!” não era o padre que se exprimia, era o ser humano antes de tudo o mais, porque a expressão tinha menos de transcendência do que a mais pura e genuína carga humana (coisas da Terra e não do Céu). Foi precisamente a pensar nele que me saiu aquela expressão, porque tem o mesmo significado que o padre lhe dava. Feliz Natal, bom padre Rui Carlos de Almeida Lopes!

    ResponderEliminar
  6. Eu cá, só digo uma palavra: Aleluia!

    Braça desejosamente recuperadora,
    Djack

    ResponderEliminar
  7. Graças a Deus! (o meu lado católico) Hurra! (o meu lado mundano) Que boa notícia!
    Este Natal terá de ser em grande para toda a família! Com muita alegria!

    Desejos de completo restabelecimento!

    Abraços

    ResponderEliminar
  8. Penso que ainda ninguém saudou a voz do Bana neste blogue (música de fundo). Sou um fervoroso fã do Bana, possuidor de uma voz inigualável. Forte, melódica e servida por perfeita dicção. É um regalo ouvi-lo.

    ResponderEliminar
  9. Tem toda a razão! Uma das vozes masculinas mais bonitas destas ilhas e que pôde cantar longamente para nosso deleite.
    Abraços

    ResponderEliminar
  10. FINALMENTE...Eu já estava convencido de que só eu é que conseguia ouvir o Bana...Velho e saudoso amigo, desde que, aínda descalço, terá cantado, para um microfone, pela primeira vez, no Rádio Clube Mindelo, em S.Vicente, claro!
    Mantenha...
    Zito

    ResponderEliminar