quarta-feira, 11 de março de 2015

[7884] - THE OTHER SIDE OF THE MOON...


O MINDELO, VISTO DA SELADA - FOTO DE MANUEL MEDINA - 08.MARÇO,2015...

COMO REFERE JOSÉ F. LOPES, QUE NOS ENVIOU ESTA FOTO, MINDELO NÃO É, APENAS, A RUA DE LISBOA...A FALTA DE UM PLANO E A INCÚRIA DAS AUTORIDADES LEVAM A ESTA TRISTE PERSPECTIVA DO MAIS COMPLETO E ABSOLUTO CAOS URBANISTICO...UM PERFEITO CAMPO DE COGUMELOS DE BLOCOS DE CIMENTO, SEMEADOS PELO VENTO...

3 comentários:

  1. Detesto os caixotes e caixotinhos que passaram a proliferar na paisagem cabo-verdiana. É certo que são soluções mais baratas para a resolução do problema do espaço. Mas ao menos que levassem um pouco de cal para não ficarem em reboco e muitas vezes sem ele. Vai-se ao Alentejo (Portugal) e vê-se como se pode aliar a simplicidade à beleza paisagística. Casinhas pequenas e modestas na sua traça, mas bonitas no contraste entre a alvura das paredes e o vermelho de fogo dos telhados. Pena que em Cabo Verde não tivesse havido uma orientação e imposição das autoridades nesta matéria.

    ResponderEliminar
  2. SOBRE O URBANISMO DA CIDADE DO MINDELO:
    MINDELO THE OTHER (DARK) SIDE OF THE MOON...

    Hoje Praia de Bote analiza o urbanismo do Mindelo (interior) a partir de uma FOTO DE MANUEL MEDINA - 08.MARÇO,2015
    Como Mindelo assim pode ser feio !!! Só os modernistas vanguardistas é que acham belo nisso. Há dias um angolano referia a Mindelo como uma cidade de estilo Cote D'Azur tropical (ver artigo do José Manuel Almada Dias​ sobre Carnaval). Mas de certeza que não é este novo Mindelo por detrás, este Mindelo onde pululam os bidonviles e a miséria envergonhada. É o que se chama urbanismo de mau gosto qu encerra para além dos dramas sociais associados à migração interna ( pessoas que procuram Mindelo para sobreviver, ou que vieram ocupara o lugar deixado vácuo pelos que procuram a vida na Capital) esta chaga do centralismo e do desenvolvimento africano comum com a cidade da Praia Sal etc. Assim, da maneira como está no seu interior Mindelo parece uma cidade do deserto medio-oriental ou uma cidade bombardeada, e não a imagem do postal do Porto Grande. A nova marca saída deste urbanismo, desta nova cidade, são :Caixotes, Paralelepípedo, torres, casas, sem pintar, ausência de telhados (o que era uma marca desta cidade) enfim uma cidade que renasce caótica no seu interior. Ai, ai os nosso engenheiros e arquitectos!!!!!É possível um outro Mindelo um novo conceito para a Cidade do Mindelo, não este do urbanismo sem plano 'sans tete' como diria o Nho Djunga. Para quando uma Grande Conferência sobre o Urbanismo da Cidade do Mindelo como o que foi feito em 2006 (SIRUM)? Para quando um plano Municipal de Ordenamento da Cidade do Mindelo e Medidas de Preservação Classificação e Conservação da Zona Histórica?

    ResponderEliminar