quarta-feira, 8 de abril de 2015

[7978] - UM FACTO - DUAS LEITURAS...


MAC114 , É A CASTA DO PAICV CONTRA A CASTA DO PAICV

Com MAC # 114, não se perde tempo, por ser o reinterprete do desligamento entre a casta de José Maria Neves, e a transição para um PAICV sem rumo nas mãos da casta de Janira Hopffer Almada. Na espécie de "PODEMOS" em versão cabo-verdiana, prova-se existência duma militância comum entre PAICV e MAC114, onde destacam castas conflituosos expulsos do PAICV como Rony, que competem entre si, sem nunca encontrar uma fórmula monoclassista. Ademais, ironicamente, Mac, o arquétipo do “SIRIZA”, promete redefinir a democracia cabo-verdiana, sem antes ter apresentado qualquer projeto / ideia ou argumento próprio na sua identidade… assim sendo, a espécie de "Frente Nacional" de Rony Luís Moreno Moreira e etc, , motiva e mobiliza cidadãos menos preparados, em torno de slogans vazios…, razão pela qual, estão delimitados a circunstância concreta da cisão do PAICV, … e, uma vez que vivem circunscritos ao próprio tempo e espaço, e em função da instrumentalização de cidadãos para teatro de rua, nunca terá futura institucionalização… pelo que, o “Movimento 5 Estrelas” cabo-verdiano não pode ser levados a sério.
O Pulpito - Dom João dos Santos

...oooOooo...

Quem diria? Andámos o tempo todo a tentar promover (ou a estimular) um movimento cívico em S. Vicente, na presunção de que esta teria especiais e sobejas razões para manifestar a sua indignação perante a nação, e eis que da Praia é que vem o sinal. Afinal, na Praia é que medraram os epígonos que julgávamos teriam na nossa ilha o território de eleição. De duas uma, ou os nossos argumentos não reflectiram uma lúcida razão ou a heurística não funciona nem jamais funcionará na nossa querida terrinha. Não há nela uma mocidade motivada e empenhada, não há intelectuais engajados com causas públicas, não há um empresariado com visão de futuro, não há sociedade civil.
Permitam que diga que há razões para nos sentirmos frustrados e desiludidos, e elas não são de hoje. Valerá a pena continuar a apostar nos mindelenses ou melhor será virar a agulha para os badios?

Adriano Miranda Lima

Sem comentários:

Enviar um comentário