sábado, 16 de maio de 2015

[8155] - POEIRA DO TEMPO...


Corria o ano de 1970, e minha cunhada Isabel estava de abalada para Moçambique, cuja capital, ao tempo, se chamava Loureço Marques...Meu irmão Tuta já lá estava, desde Novembro de 1969...
Os muitos amigos da Isabel resolveram oferecer-lhe uma festa de despedida, no Grémio Recreativo Mindelo, que ate teve a Voz de Cabo Verde a dar música ao pessoal...A certa altura, alguém se lembrou de reunir numa foto todos os membros do Whyte & Mackay's Clã presentes e deu nisto...
Há por aí muita gente, infelizmente, já desaparecida mas outros, como aqui o Gerente do AcA que, na altura, apenas tinha um inestético bigode...

(Foto cedida pelo Clube Matiota p.i. de José F. Lopes)

25 comentários:

  1. 1 - A foto é muito interessante, diria mesmo apetitosa. Gente bem arranjada, pessoas com aspecto cuidado, nada como a piolheira de agora em que se vai de fato de treino e chinelo de enfiar no pé para o lançamento de um livro ou abertura de exposição como se se fosse comprar um frango assado à churrasqueira da esquina para remediar a falta de jantar. Não é pedantismo ou snobismo da parte de quem fala, mas a realidade.

    2 - O bigode do radialista não é nada inestético. Ele sabe lá do que fala... Imagino até que muita pequena que tava ta rudiá Praça Nova devia dar um ou outro suspiro ao passar pelo moustache do "The Voice" - o que lhe deve ter custado um ou outro carolo da bravense...

    3 - Havia sempre festas de despedida e ofertas a quem partia. Nós tivemos muita gente no cais na nossa "hora di bai" no "Alfredo da Silva", com prendinhas das mais diversas. Ainda anda aqui por casa uma caixa de costura de cartão duro forrado a cetim azul escuro e decorado com sementes através das quais passava um fio - artesanal, portanto. Curioso é que a dita caixa ainda tem a mesma finalidade de há cinquenta anos. Quem no-la ofereceu (e feita por ela) foi uma senhora de apelido Estilista, de que não sei mais nada.

    Braça moustachal de bom gosto,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Já agora, dois tiros em tentativa de acertar: o segundo senhor em cima a contar da esquerda é o Naldinho Gonçalves? A senhora da direita (vestido muito escuro) é a esposa dele, a D. Katy?

    Braça a tentar,
    Djack

    ResponderEliminar
  3. Outro tiro de tentativa: a quinta senhora a contar da esquerda não é a D. Carolina Ferro (grande amiga da Katy)?

    Braça à espera que monsieur Moustache (também conhecido como "The Voice") venha dizer de sua justiça.
    Djack

    ResponderEliminar
  4. E é claro que a mais famosa bravense deste Arrozcatum é a terceira senhora a contar da direita. O malandro do "The Voice" não o disse mas que é ela... é.

    Braça descobridora,
    Djack

    ResponderEliminar
  5. E agora, mais uma pergunta só para chatear "The Voice": 12 damas e 13 cavalheiros. Qual era deles o desasado?

    Braça chateativa,
    Djack

    ResponderEliminar
  6. So consegui reconhecer três pessoas: o inconfundivel Naldinho Gongalves, a Ivone, esposa de Tuta Melo e o "Don Ameche" da Radio e mais nada.
    (Entre os meus mais chegados, havia o culto do bigodinho que era bem tratado e nada inestético)

    ResponderEliminar
  7. Até já estou com pena do "The Voice" ou "Don Ameche" como lhe chama o Val. Quando aqui chegar vai ter muito com que se entreter, com as perguntas e dúvidas que tem de esclarecer. Sim, porque isto não é só largar aqui uma foto deste calibre e depois dar o fora...

    Braça esperando,
    Djack

    ResponderEliminar
  8. Gostei de ver esta foto e ver-te aí tanta boa gente bem ‘ posada ‘distinta que desapareceu do panorama da nossa ilha e com ela os valores (postura, amizade, morabeza etc).
    Já agora quem é o Don Ameche, já ouvi falar dele mas nunca soube quem foi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Don Ameche foi um actor americano que entrou em imensos filmes e chegou a contracenar com a Carmen Miranda. É um dos muitos que "passou" pelo Eden Park. Só ganhou um Oscar tardiamente, num dos dois "Cocoon", já não sei em qual. Em Cabo Verde ficou famoso, porque nunca ninguém conseguiu descobrir se era o Zito que imitava o Ameche se era o Ameche que imitava o Zito... com o bigodinho, claro. Este era um tema obrigatório de conversa no Café Royal e no quiosque da Praça Nova, cada um esgrimindo os seus argumentos, mas até hoje nunca se conseguiu descortinar quem de facto era o imitador.

      Braça com moustache,
      Djack

      Eliminar
    2. Ali em cima, queria escrever "Foi um dos muitos que passaram pelo Eden Park".

      Djack

      Eliminar
  9. Amigo Saial
    isto aqui foi outro mundo um passado distante que até parece nunca existiu em CV
    'Gente bem arranjada, pessoas com aspecto cuidado, nada como a piolheira de agora em que se vai de fato de treino e chinelo de enfiar no pé para o lançamento de um livro ou abertura de exposição como se se fosse comprar um frango assado à churrasqueira da esquina para remediar a falta de jantar'.

    Agora é o tempo da bandalheira, depois do Bubu vem o chinelo. Já não se respeita nada. É por isso que querem mais bandalheira acabar de vez com o uso da língua portuguesa em tudo o que é oficial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez digo que não se trata de uma questão de snobismo e o que ali escrevi atrás aplica-se também a Portugal, nos dias de hoje. É que não eram as pessoas mais endinheiradas que se arranjavam, era também o povo pobre que gostava de se destacar em dias especiais, envergando a sua melhor roupa. Desgraçadamente, hoje deixou de haver dias especiais. O chinelo tanto serve para a vernissage como para ir à loja do chinês comprar uma lâmpada. Enfim, são os novos tempos.

      Braça chinélica (de chinelo e de chinês),
      Djack

      Eliminar
  10. Cada vez tenho mais pena do Don Ameche de Queluz. Quando ele aqui entrar vai ter de dar respostas e esclarecimentos que o vão manter na panela do Arrozcatum um mês inteiro.

    Braça penalizada,
    Djack

    ResponderEliminar
  11. Nunca esperei tanta conversa mas, aínda bem...Para dar ainda mais "sabor" à coisa, passo a identificar os homens, de cima para baixo e da nossa esquerda para a direita: Joãozinho Morais- Naldim Gonçalves - Eduardo Pinheiro - Argo Rochetau - Carlos Mendes - Zito Azevedo - Amiro Faria - Neta Freitas - John Melo - Van Feijoó - Vicente Faria e Carolino Gama...
    O Carlos Mendes era irmão da Isabel, minha cunhada, desaparecido em condições desconhecidas e, por isso, suspeitas, .. logo a seguir ao 25 de Abril...O Amiro e o Vicente eram irmãos, filhos de Nhô Chente...
    Quanto às senhoras estou ainda a consultar algumas folhas amarelecidas da memória para dar a informação completa possivel...
    Quanto a duvida do Djack, refira-se que o Carlos e o Van eram solteiros, o marido da Isabel (meu irmão Tuta) estava em Moçambique, Tuita Melo, marido de Ivone, tambem não aparece e nenhum deles pertencia ao Clã que, aliás, era constituido por treze pares, sendo que havia um solteiro (Van) e uma solteira que não aparece (Lolocha)...Significa istio que nesta foto do Clã Whyte & Mackay, havia alguns "rusgas"---
    Amigo Zé, o Don Ameche, tanto quanto recordo era um actor sul-americano com um bigode extra-sexy, que fez algumas comédias em Hollywood...O Val confirmará!
    Braça pâ bocês tud'.
    Zito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo o que dizes, caro Zito. Enquanto escrevias eu preparava a minha resposta.
      Esses meninos, que andavam nos braças da Dorothy e da Carmen, conseguiram
      lançar a moda do bigodinho que, longe de ser inestético, era "vigiado" pelas moças
      que comentavam entre elas os mais "bnitins" e os "desmazelode".
      Imagina que eu soube disse muitos anos depois (1973) em Lourenço Marques onde
      uma senhora (então aluna do liceu) que deu à lingua. Estavam presentes os nossos
      respectivos cônjuges que acharam piada.
      Bons tempos, tempes sabins.

      Eliminar
  12. Bem, sempre é bonito entrar em detalhes que elucidam os novos e homenageiam os que foram os nossos herois. Sem querer riola porque havia de aparecer mais actores e o Eden Park com eles, so quero referir a outro que ombreava o Don Ameche (Donald Ameche doverdadeiro nome desse latino) nos filmes muito apreciados onde figuravam além da Carmen a Dorothy Lamour outra tão morena como exôtica. Esse que pretendo falar e o César Romero grande galã de calebos pretos e um bigodinho como o do Don. Aliàs, era como no futebol e cada um tinha os seus adeptos.
    Hoje deixo a frase de um badiu que ficou célebre: - "Césa Romero é um tipo porero"

    Mnis, aqueles dois ali eram ambos "poreros" e deixaram nome como Cassidy, Tom Mix, Tex Ritter, etc. etc.

    ResponderEliminar
  13. Fui ver agora alguns dados sobre o Don Ameche e ele não é sul-americano. Nasceu em Kenosha, no estado do Wisconsin, 50 km a norte de Chicago. É um mércone genuíno que morreu em 1993 e que hoje esteve na berlinda por causa do seu bigodinho e por causa do Zito.

    Fui entretanto consultar a Grande Enciclopédia Mundial do Bigode e de facto na entrada "Dúvida Zito-Amechiana" lá se diz que nunca chegou a ser esclarecido se era o Zito a imitar o bigode do Ameche se era o Ameche a imitar o bigode do Zito ou, terceira possibilidade também apontada, se ambos imitavam o bigode do Clark Gable ou o do Errol Flynn.

    E ficou por esclarecer se a senhora de escuro na ponta direita era a Katy.

    Braça ainda na dúvida,
    Djack

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A SENHORA DA DIREITA, DE ESCURO, ERA A MINHA AMIGA DO CORAÇÃO, QUE ME CHAMAVA DE "ZITINHO" E EU APELIDAVA DE KATINA,,,IRMÃ DO GEORGIOS KARANTONIS, ESPOSA DO NALDIM, IRMÃO DE NHÔ ROQUE...
      JÁ AGORA ESSA DO "MERCONE JENUÍNO" NÃO SEI SE OS SIOUX VÃO GOSTAR...DE RESTO, CREIO QUE O PAI ERA ITALIANO E A MÃE ORIUNDA DA EUROPA CENTRAL...A MISTURA HABITUAL DA MAIOR PARTE DOS AMERICANOS JENUÍNOS...
      Braça, JENUINO...
      zITO

      Eliminar
    2. Ná ná, os sioux, os apaches, os cheyennes, os black feet, etc., não eram americanos, eram ameríndios que vieram sabe-se lá de onde (aliás, antes de nascer alguém na América, ninguém lá tinha nascido...) . Mercóne são os rapazes que vieram da Grã Bretanha e de outras paragens, como Açores e Cabo Verde, para não falar de polacos, russos e outros que tais. Ameche de Kenosha, é mercóne para todos os efeitos. Genuínos!... ahahahahaha

      Braça com pedigree,
      Djack

      Eliminar
  14. P,S. - Faço aqui um PS epistolar para remediar um erro na minha identificação dos masculinos da foto...Efectivamente, depois de mim - o tal de bigode à Don Ameche - e antes do Amiro, está o JAIME ST'AUBYN, insigne protésico e braço direito do Dr. Anibal durante largos anos...Um bom amigo que, infelizmente, já se foi!
    Sorry!
    Zito

    ResponderEliminar
  15. Obrigado amigos pelo esclarecimentos. Sim agora me recordo de ter ouvido falar deste actor mas não era do meu tempo. Bom domingo cheio de boas recordações

    ResponderEliminar
  16. E a Katy? É a Katy? Não é a Katy? Sim? Não?

    Braça aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinda à espera.
    Djack

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SE O AMIGO PUXAR A IMAGEM UNS 15 CENTIMETROS, VAI ENCONTRAR A RESPOSTA....EM LETRA GORDA!
      Braça, despachado
      Zito

      Eliminar
  17. Uma fotografia linda! Além do mais porque acarreta memórias de uma geração boa, de um tempo inesquecível a juventude, e de uma cidade, Mindelo que se guarda no coração.

    Zito: Qual inestético bigode, Qual quê! Um jovem bonitão e tudo!...
    Abraços
    Ondina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, por acaso, até há dois bigodados, só que o do Carolino, sendo pouco espesso, nota-se menos...
      Pelos vistos todo o mundo gosta do meu ornamento capilar, menos eu...Na altura, tinha eu 36 aninhos, um montão de amigos, uma mulher belíssima e dois filhos lindos e vivia no Paraíso...Não sei que mais poderia um homem desejar...
      Mantenha
      Zito

      Eliminar