sexta-feira, 31 de julho de 2015

[8332] - ASSOBIAR PARA O AR...

Jorge Spencer Lima
Por  Fretson Rocha para Rádio Morabeza/Expresso das Ilhas 
·     
Estamos a trabalhar numa política de avestruz: meter a cabeça no chão e fingir que está tudo bem...
O presidente da Câmara de Comércio Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS) afirma que o ambiente de negócios em Cabo Verde é muito mau. Jorge Spencer Lima entende que a administração pública está contra as empresas e pede uma tomada de posição do governo para reverter a situação.

O dirigente da CCISS, que falava à Rádio Morabeza a propósito do debate sobre o Estado da Nação, que acontece hoje na Assembleia Nacional, considera que o governo está a dificultar a vida as empresas e não deixa o sector privado trabalhar.

“Vemos uma clara posição de uma administração pública anti-privado e anti-empresas. Em todos os lugares onde vamos só encontramos bloqueios e mais bloqueios, problemas e mais problemas”, entende o líder da CCISS.

O empresário considera que não adianta construir infra-estruturas para o progresso do país, quando existem barreiras que impedem o desenvolvimento dos negócios no arquipélago. Jorge Spencer Lima refere-se à construção de aeroportos, portos, estradas, entre outras obras.

“Todas estas infra-estruturas vão transformar-se, num futuro próximo, em ‘elefantes brancos’. Fazem-se estradas mas não há transportes a movimentarem-se. Estão a fazer aeroportos, mas as pessoas não podem viajar porque não têm dinheiro ou porque os preços são excessivamente caros e ninguém toma uma atitude. Constroem portos, mas a frota marítima está completamente destruída e o transporte interno é proibitivo”, realçou à Morabeza.

Jorge Spencer Lima alerta para a necessidade de mudança de posição urgente por parte do Governo sob pena de, como diz, caírem todos no mesmo buraco.

“Estamos a trabalhar numa política de avestruz, meter a cabeça no chão e fingir que está tudo bem, mas não está. Entrar no buraco é fácil, difícil é sair, progredir e fazer a economia funcionar”, avisa.

Por outro lado, Jorge Spencer Lima afirma que o governo está a par das dificuldades e que apenas tem recebido promessas do executivo, “que não coloca as políticas de crescimento económico na prática”.

O dirigente da Câmara de Comércio do Sotavento defende que, para melhorar o ambiente de negócios no país, o governo deve definir políticas claras e amigas das empresas e do sector privado.

N.R. - Apenas uma pequena reflexão, que nada tem a ver com o conteúdo deste artigo mas, apenas, com o "bom nome" dos avestruzes...É que, como o "Arrozcatum" já teve oportunidade de explicar, os avestruzes não enfíam as cabeças na areia numa pretensa e estúpida manobra para "ignorar" um perigo iminente como se, ao ignorá-lo, ele deixasse de existir...O avestruz é uma ave inteligente e ainda está por explicar a origem desta indigna lenda que há tanto tempo estigmatiza o pobre bicho que, quando atacado, se defende com coices das suas poderosíssimas pernas!



2 comentários:

  1. Este é um assunto sobre o qual tenho dificuldade em opinar por não conhecer a situação e os seus contornos.

    ResponderEliminar
  2. No entanto, investimento estatal que não seja produtivo e que arrisca ser elefante branco, só dará razão ao empresariado.

    ResponderEliminar