terça-feira, 10 de novembro de 2015

[8632] - VERTIGEM...


Decorre em Alter do Chão e Fronteira, no Alentejo, o 19º Festival de Balões de Ar Quente...Para cima de três dezenas de balões, coloridos e enormes, enxameiam os céus alentejanos sendo que a maior parte deles vêm do exterior...Duas vezes por dia, de manhã cedo e à tardinha, estes belos balões levam muitas dezenas de pessoas a experimentarem o prazer de voar e a deslumbrarem-se com a beleza das paisagens espraiando-se para lá de até onde a vista alcança...
Esta manhã, deliciei-me com algumas belas imagens dessas viagens por sobre as imensas planícies e não deixei de me surpreender por nenhum dos passageiros, alguns viajando pela primeira vez, sentir a chamada "vertigem"... das alturas!
Ora, a vertigem - a verdadeira - é um fenómeno peculiar em que o individuo parece rodar sobre o seu próprio eixo ou como se tudo em redor girasse em torno do indivíduo, provocando uma sensação de instabilidade e desequilíbrio... 
A sensação típica que pode ser sentida quando estamos em locais muito altos - penhascos, andaimes, prédios, escarpas - acontece principalmente devido à falta de um ponto de referência visual próximo e que se apelida de "vertigem das alturas", causa também sensação de insegurança, que implica a situação de uma espécie de atracção pelo vazio... 
Todavia, esta é uma "falsa vertigem" e não se sente a andar de balão ou de avião, por exemplo, porque não há nenhum contacto dos indivíduos directo ao solo... A mesma ausência de "vertigem das alturas" se manifestará nos para-quedistas, nos utilizadores de asas delta e voadores afins...
Feitas estas "descobertas" ficou explicado porque é que os passageiros dos balões NÃO SENTEM VERTIGENS...

1 comentário:

  1. Falando de vertigens (não me lembro com quem; talvez meu médico) deram-me a explicação de "não se tem vertigem por não se estar ligado à terra". Seja como for, com ou sem vertigem, não contem comigo para andar nesses balões muito apreciados nesta zona do Centro de França.

    ResponderEliminar