quarta-feira, 30 de março de 2016

[9070] - POEIRA DOS TEMPOS...


Todas as semanas faço um "mergulho" no acervo de muitas centenas de fotos que se foram acumulando ao longo dos anos, enriquecido com as que herdei de minha mãe, "coleccionadora" compulsiva...Creio que já as revi, todas, dezenas de vezes mas, não raro, aparece uma de que eu já me não lembrava...É o caso desta, da Matiota (Praia dos Falcões) dos anos 1950, seria  cerca de meio-dia e a maré estava cheia!
Já não existe: foi engolida pelo progresso!

4 comentários:

  1. O progresso foi o estaleiro naval, que podia ter sido construído noutro sítio.

    ResponderEliminar
  2. O 'progresso' foi o estaleiro naval que é um autêntico elefante branco

    ResponderEliminar
  3. Ainda apanhei esta praia antes de ser mastigada por um estaleiro. Ali se vê o "tanquim", onde tomei belas banhocas, o restaurante no primeiro andar, as instalações em baixo, onde se guardava a roupa e só não se vê a "pão-de-forma" do Blá porque ou estava a caminho do Mindelo ou a regressar à Matiota. De igual modo não se vislumbra o trampolim porque numa foto não se pode ver tudo. Nem sequer as bóias de câmara de ar de pneu...

    Braça descritiva,
    Djack

    ResponderEliminar
  4. Amigos que felicidade é que aquela desgraçada Doca Seca (Elefante Branco) de má memória trouxe para ilha.
    Se dependesse de mim aquela Doca Seca inútil (pois nunca dará lucro senão prejuízos) seria riscada do mapa e toda a zona requalificada para o bem-estarda ilha

    ResponderEliminar