quinta-feira, 28 de julho de 2016

[9501] - A GRANDE DIFERENÇA...


A Alemanha foi colonialista,

A França foi colonialista, 

A Inglaterra foi colonialista,

A Holanda foi colonialista,

A Espanha foi colonialista,

A Itália foi colonialista,

Portugal foi colonialista,

Mas SÓ PORTUGAL consegue que os povos dos países por onde andou se manifestem em massa,

SOFRAM com as derrotas de Portugal como se fossem eles próprios os derrotados,

VIBREM com as vitórias de Portugal como se fossem eles próprios os vencedores,

Gritem BEM ALTO: GANHÁMOS! GANHÁMOS! GANHÁMOS!

 É por tudo isto, por sermos multiculturais, multirraciais, que esta "Europa da treta" não nos suporta…
:::::::::
Uma imagem vale mais que mil palavras:

Uma timorense a sofrer por Portugal em 2016, meio milénio após a primeira vela com a Cruz de Cristo ter alcançado o Mar de Banda.

E há quem diga que O MUNDO PORTUGUÊS já lá vai...

Não vêem a vela bem acesa nestes olhos?

Dizem que é APENAS FUTEBOL.

Não! 

É muito mais do que isso!

É RAIZ ANCESTRAL, É PASSADO VIVO, É ESPERANÇA NO FUTURO.

É o assumir de uma IDENTIDADE, incompreensivelmente bela e tensa.

É o desejo do BEM personificado na perfeição.

=

(Rainer Daehnhardt)

(Pesquisa de Valdemar Pereira)


3 comentários:

  1. É verdade, há uma vela branca, bem enfunada, naqueles olhos. Só não a vê quem não quer. Ao menos o Euro serviu para demonstrar que há mares ainda por navegar. Para navegar com outra bússola.

    ResponderEliminar
  2. As marcas são indeléveis e, quer queiram quer não, vão durar ad eternum.
    Pode-se ser anti-português por razões pessoais mas insistir que são nulos e que devem ser banidos é tempo perdido e doença de figado.
    João de Deus Soares

    ResponderEliminar
  3. Olhem bem para a expressão dela! Um fenómeno a que se deve prestar atenção. Mas por favor sem os nossos(Este "nossos" é mais enfático do que real.) complexos. Fantástico!

    ResponderEliminar