quarta-feira, 24 de agosto de 2016

[9601] - O SEXO E O RIO2016...


Os 450 mil preservativos distribuídos pelos 10500 atletas que ocuparam a Aldeia Olímpica do Rio2016 foram uma das causas para o quase entupimento do sistema de esgotos.

A imprensa brasileira deu conta de que a rede de esgotos, na Barra de Tijuca, quase colapsou, face ao excesso de preservativos usados que os desportistas depositaram nas sanitas da Aldeia Olímpica.

Se a distribuição tinha sido um recorde, o mesmo esteve quase a entupir o sistema sanitário, visto que a maioria dos preservativos ficaram presos na rede que impede a passagem de resíduos sólidos, como sacos de plástico.

Já em 2007, por ocasião dos Jogos Pan-americanos no Rio de Janeiro, o prédio da Argentina ficou com a rede obstruída, devido aos preservativos.

Os Jogos Rio2016 serão lembrados pelos recordes desportivos, mas também pelo recorde na distribuição de preservativos, 450 mil entregues aos 10500 atletas que estiveram no Rio de Janeiro, dois para cada um por dia.

Um número muito superior ao distribuído em Londres2012, de 150 mil preservativos, ou em Barcelona1992, com 90 mil.

Com ou sem preservativos, os Jogos mostraram também a sua faceta ‘romântica’, com pedidos de casamento em público: as primeiras foram Marjorie Enya, uma voluntária, e a sua namorada, Isadora Cerullo, jogadora da seleção brasileira de râguebi.

Uns dias depois foi o chinês Qin Kai, dos saltos para a água, a pedir em casamento a também atleta chinesa, prata no trampolim de três metros, He Zi, perante o público presente no centro aquático Maria Lenk. (JN.pt)

1 comentário:

  1. Fiz as contas e dá uma média de 42 preservativos por atleta. Assim, durante os 16 dias dos jogos, deu uma média de 2 actos por dia por atleta, e ainda sobrando 8 preservativos para outras futuras competições. Mas claro que se o sexo for entre dois atletas da aldeia, o número de actos duplica, pois só é preciso 1 preservativo de cada vez para o mesmo casal.

    ResponderEliminar