segunda-feira, 5 de setembro de 2016

[9642] - NOVOS SONS...


Alterámos - ou por outra, o meu neto Miguel, alterou - a banda sonora do Arrozcatum que, agora conta com  mais intérpretes...
Começa com o inimitável Luis Morais em "Delicadesa", a que se segue o virtuose Humbertona e o seu violão, em "Seis óne na Tarrafal". Depois, um quarteto de violões delicia-nos com algumas variações para, depois, aparecer o violino de Travadinha, em "Futecêra de Côr Morena". Luis Morais e o seu clarinete mágico lembram-nos que, não tarda, é Natal e acabamos com Taleia de Baixo (Breky).
Claro que a nossa fonte foi o YouTube e uma colectânea publicada por Adelino Moreira...Espero que vos agrade!

5 comentários:

  1. Ainda pensei colocar música no Praia de Bote mas depois li artigos vários como este e desisti:

    http://metablog.xcake.com.br/o-que-nao-fazer-no-seu-blog

    Braça d'uvid fetchóde,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Zito, já não era sem tempo. A música anterior começava com uma espécie de martelada que era desagradável ao ouvido.
    Este novo cocktail é mesmo "sabim".

    ResponderEliminar
  3. Peço desculpa pela demora mas quando as coisas dependem de um estudante de 19 anos a gente tem que esperar que aconteçam e não forçá-las...
    Braça em Sol Maior
    Zito

    ResponderEliminar
  4. Só agora ouvi a boa selecção musical que acompanha o «Arrozcatum» Parabéns Miguel! Até escolheu uma musiquinha das minhas bandas, de que gosto "Talaia Baixo". Interessante é a história deste ritmo musical. Contava-me o meu pai que na zona da Atalaia, nos Mosteiros, na parte norte da ilha do Fogo, no antigamente da vida, nos bailaricos de gente de casa terrea, ou bem populares é que se tocava esse tipo de música que seria uma espécia de mazurca em corridinho, mais aligeirado e que não entrava nas festas ditas de família. Ora bem, com o passar do tempo, passou a designar qualquer ritmo musical no Fogo, que não se enquadrava nem na morna, nem na mazurca, nem na coladeira, então era referida como..."é Talaia baxo" (de somenos importância musical) O que se revelou posteriormente falso. É bem agradável de se ouvir e de se dançar. Hoje, muito divulgada. Felizmente.
    Abraços musicais
    Ondina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, amiga, seja bem "retornada"... Obrigado pelos esclarecimentos que gostaria de transformar em "post" se a amiga quiser dar-se ao trabalho de me fazer chegar um texto sobre o assunto...
      Entretanto, uma precisão: quem escolhe os temos SOU EU...O meu neto Miguel é o "engenheiro" de som que os introduz no sistema...
      Braça ao som de Talaia Baxo,
      Zito

      Eliminar