terça-feira, 7 de março de 2017

[10017] - A DESCOBERTA DA MORABEZA

Aversão   / Adoração

É mais fácil de escrever, soletrar e sentir. Três sílabas de indisposição, ódio, azedume, raiva, o que quer que seja. Aversão!...
Sem recorrer a qualquer tipo de estudo certificado, posso afiançar que este vocábulo do demo está muito mais presente nas nossas vidas do que a sua vizinha do outro lado da barra. Mefisto é “barra pesada”,  como dirão os amigos do outro lado do oceano, e tudo o que lhe está associado conduz a “palavras primas” de Aver_ _ _!
Mas Aver___ conduz a sensações positivas, bem como “são” !
Analepse. Aversão! Eu tinha aversão a Cabo Verde como possível destino de férias! Ui, o que eu acabei de proferir neste blog da terra árida de caras fechadas!
Atenção ao tempo do verbo “ter” e à inexistência de vírgula entre o adjectivo “árida” e o complemento!
2009 foi o ano da mudança, em que a Aversão se “basaltificou”, e fiquei  “a ver” a Adoração fluir. E que fruição foi! Foi, não, ainda é!... São assim os sentimentos duradouros.
Por obra de Deus, Palma de Maiorca deixou de ser opção de férias (“bendito” vírus H1N1! Salvo erro,  era esta a variante que afectava Palma na altura) e eis que surge a alternativa … CV (Coração Vivo)!
POIS, SAÍ DE LÁ, que ainda é cá (sinto cá dentro!), COM O CORAÇÃO VIVO!
Saí de lá sem aridez de sentimentos, que levei comigo, teimando que voltariam. Os sorrisos de nada, contra as minhas trombas de tudo, levantaram a minha “poeira”, pior que quando vento sopra no vulcão do Fogo…         
Queimava-me com a minha indiferença, a minha aversão ao ser descalço que me olhava de cara aberta.
Saí de lá também descalço e sem camisa, coisa que não fazia desde … sei lá … talvez desde o princípio do meu pequeno mundo!...
Saí de lá aberto à Adoração, como se oração fosse,
De um Deus que tudo me deu,
E que à sorte, a outros, apenas permitiu dizer adeus!
Sensações positivas de gente sem nada,
Que, contudo, tudo fizeram para que me sentisse com Tudo.

Para mim, era o Cabo do Medo,
Do receio de sair à rua no primeiro dia,
Lembrando a pobreza de Angola,
Reminiscências de estrondos de bomba,
Em cabeça de criança assustada no adulto frustado.

Saí de lá, para voltar a entrar, qualquer dia, novo.
A lavagem foi mérito deles.
Eu só fui!...

+1 Braça do Angolano António Rebelo

(agora do lado bom da barra! J ) 

(COLABORAÇÃO ANTÓNIO REBELO)

8 comentários:

  1. Cabo Verde tem esse efeito, de facto. Mas acontece que há a morabeza de Cabo Verde e a morabeza de São Vicente e... acima de todas elas, a do Mindelo. Quem a experimentou, nunca mais a esquece.

    Braça mindelense,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Concordo Djack, até porque no Mindelo não existe uma pressão tão visível para agradar os forasteiros (turistas), como em outras paragens, tornando a interacção mais genuína!!! E resta dizer que, paragens há, onde é difícil encontrar a dita!!!

    ResponderEliminar
  3. Sãocente

    Turismo sabe e verdadeiro era o década de 50... quando cicerone "encartade" táva tracá na marinheiro estrangero e lêvás pâ quês lugar sabim de munde. Agora, é tudo turismo sofisticado e bem "roubáde".... só entrada na Museu de Fortim custa 10 euros... Então as "diversas" comidas têm preço inflacionado..
    Passá vale e `^exá deposite... já caba!

    OBS: crioulo oral / os Alupianos que me perdoem ( já o português leva erro)!

    ResponderEliminar
  4. Dizem que a morabeza de Cabo Verde já não é como antes. Mas ainda assim vale a pena ir lá porque ela, a morabeza, pode estar em encantada em lugares insuspeitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em como a morabeza actual nada tem a ver com a antiga, embora haja ainda restos tangiveis.
      Por isso, canto sodade... sodade...

      Eliminar
  5. aprendi o significado de morabeza com vocês e asseguro-lhes ela ainda persiste!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é que a adoptamos. Pode crer que é uma das nossas

      Eliminar
  6. Tó-Zé, Parabéns e obrigada por mais este texto. Só pessoas especiais como tu, conseguem sentir, apreciar e valorizar a morabeza caboverdeana. um beijinho

    ResponderEliminar