domingo, 3 de abril de 2016

[9084] - E A CULPA? MORRE SOLTEIRA?!


Por esta autoestrada, a A-14, circula mais de 90% do tráfego rodoviário comercial, industrial e particular, entre Coimbra e a Figueira da Foz...A E.N. (Estrada Nacional) opcional, está interdita por motivo de obras o que significa que, nas próximas 6 a 8 semanas, quem se quiser deslocar entre aquelas duas cidades vai ser obrigado a um percurso sinuoso e complicado com um acréscimo de mais de 40 quilómetros...
No traçado longitudinal do local do aluimento, passa um dos inúmeros canais de rega daquela zona que, claro, leva mais ou menos água de acordo com a pluviosidade e o facto de toda a estrutura ter aluído só pode significar que, aquando da construção da via, não houve o cuidado de garantir a passagem de um volume de águas suficiente, precavendo situações de pluviometria anormal... 
Todos sabemos que a questão será objecto de inquérito e, daqui a alguns anos, já  ninguém se lembrará do assunto, que bem poderá vir de novo à baila quando se verificar outro aluimento, no mesmo local e pelos mesmos motivos...É o costume: a pobre da "culpa" vai, de novo, morrer "solteira"...

3 comentários:

  1. Zito amigo

    É verdade - os prejuísos que a situação vai causar quem os saldará?.....
    E sorte não ter acontecido em hora de transito, que é constante, de ligeiros e pesados, que então teríamos muito a lamentar; nem quero pensar no que poderia ter sido.
    A TV mostrou em grande plano a ruína - pasme-se, uns canais forrados dum material que mais parece lata... então ali onde sempre existiu água, e existe, não se optou por estruturas em cimento e ferro ou pedra, e com diâmetro adequado?! E que mais por lá estará errado, agora dá para pensar e recear.
    A obra ainda não tem muitos anos, onde estará o engenheiro que afinal não teve engenho suficiente?!
    Ainda na quinta feira lá passei, totalmente alheia ao perigo, eu e muita gente.
    É como diz, agora vem o inquérito, e depois ficam a estudá-lo, é o costume...
    Abraço, e boa semana.
    Dilita

    ResponderEliminar
  2. Chez nous é quase sempre assim: ninguém assume responsabilidades.

    ResponderEliminar
  3. Que é feito do dono da loja? Deixa aqui uma estrada esburacada e pira-se? Ainda por cima tem um petisco de categoria no Praia de Bote e não aparece? Estou feito com ele, estou...

    Braça à espera da visita,
    Djack

    ResponderEliminar